(67) 99826-0686

Oferta restrita e aumento do consumo impactam nas vendas de carne bovina

Agronegócios

29 DEZ 2013
Valor Econômico
10h57min
Divulgação

A oferta restrita de animais para reposição e de bovinos para abate neste ano sustentou os preços na cadeia do boi, que registrou recordes nominais, conforme o Cepea.  O consumo doméstico “relativamente firme” ao longo do ano e o bom desempenho das exportações brasileiras de carne bovina também contribuíram para sustentar os preços, informa o centro de pesquisas.

 

Conforme o levantamento do Cepea, em dezembro, os preços do boi gordo encostaram no recorde da série histórica do órgão (iniciada em 1994), atingido em 2010. O indicador Esalq/BM&FBovespa (à vista em São Paulo) para o boi gordo chegou a R$ 114,39 no dia 23 de dezembro. Esse é o maior valor nominal do ano e muito próximo dos R$ 114,48 por arroba de 9 novembro de 2010. No levantamento de ontem, o indicador ficou em R$ 114,55.

 

Para o bezerro, o indicador Esalq/BM&FBovespa do dia 23 de dezembro  (animal nelore, de 8 a 12 meses, Mato Grosso do Sul) atingiu R$ 874,30, um recorde também em termos nominais, segundo o Cepea. Na última sexta-feira (27), o indicador do bezerro subiu ainda mais, para R$ 877,67.

 

Fonte: Valor Econômico

Veja também