Maracaju III agosto verde 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 17 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Lobo Guará
Economia

Para manter tarifa congelada, Governo vai arcar com passe do estudante em Campo Grande

Proposta será encaminhada ao Consórcio Guaicurus pela prefeita Adriane Lopes

28 junho 2022 - 17h51Por Elizeu Ribeiro

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se prontificou nesta terça-feira (28) a arcar voluntariamente como os custos dos estudantes da rede estadual de ensino que utilizam o transporte coletivo de Capital. A proposta feita pelo chefe do executivo estadual foi passada à prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, que vai levar a questão ao Consórcio Guaicurus. 

 “Fizemos esta reunião com a prefeita, onde ela pediu este subsídio, para que não haja aumento da tarifa (ônibus) aos usuários. Achamos um mecanismo jurídico para transferência deste recurso por convênio voluntário até dezembro, onde vamos subsidiar o transporte dos alunos da rede estadual na Capital”, descreveu o governador.

Ele destacou que o recurso será repassado por mês à prefeitura, por meio de convênio, sendo posteriormente repassado ao Consórcio. “Pelos dados do Consórcio são cerca de 214 mil estudantes da rede estadual que usam o transporte (coletivo), o que representaria um repasse de R$ 1.114.000 por mês, mas estes dados ainda serão auferidos pela Agência de Regulação do Estado”.

O governador, no entanto, ponderou que para firmar este convênio, quer a garantia da concessionária que vai manter a tarifa congelada até o final do ano. “Não é obrigação do Estado, mas fizemos esta pactuação para buscarmos uma solução para manter o valor da tarifa para a população de Campo Grande. Se houver este acordo com o Consórcio, já assinamos nesta semana o convênio e fazemos a transferência”.

A prefeita Adriane Lopes agradeceu o apoio e ajuda do Governo do Estado, para manter a tarifa no valor atual de R$ 4,40, que poderia chegar a R$ 6,15. “Fizemos uma construção positiva com o Governo do Estado, que prontamente nos atendeu, onde buscamos uma possibilidade, que não era obrigatório ao Estado, para subsidiar o transporte dos alunos da rede estadual, para acabar com esta crise momentânea, até dezembro”.

Na reunião, além da ajuda com o transporte público da Capital, também foram destacados outros projetos de parceria com a Capital como as obras de novo acesso às Moreninhas, duplicação da Avenida Cafezais, piscina olímpica do Parque Ayrton Senna, assim como mais de cinco mil moradias. “Também vamos construir arenas esportivas em sete regiões da cidade. Nossa ajuda vai desde tapa-buraco até a tarifa do transporte”.