Menu
sexta, 04 de dezembro de 2020
Economia

Pesquisa revela que inadimplência de pessoas jurídicas caiu 7,4% em setembro

Inadimplência

28 outubro 2013 - 18h00Por Aline Oliveira

A empresa Serasa Experian divulgou uma pesquisa hoje (28) informando que a inadimplência para pessoas jurídicas caiu 7,4% em setembro, na comparação com o mês de agosto. Já com relação ao ano passado houve um aumento de 1,2% e o acumulado de 2013 até o momento é de 1,4%.

 

Segundo o estudo, a queda na inadimplência foi puxada pelo mesmo movimento entre os consumidores, que apesar da elevação dos juros têm conseguido quitar os débitos. Nos primeiros nove meses do ano, as dívidas não bancárias das empresas (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 808,85, o que representou aumento de 6,1%, ante igual período de 2012.

 

As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram, nos nove primeiros meses de 2013, um valor médio de R$ 5.069,85, queda de 3,9%. Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado de janeiro a setembro foi de R$ 2.052,93, com aumento de 5% sobre igual acumulado de 2012.

 

Por fim, os cheques sem fundos tiveram, nos nove primeiros meses de 2013, um valor médio de R$ 2.448,68, aumento de 8,5% quando comparado com os nove primeiros meses do ano anterior.

 

Fonte: Valor Econômico

Leia Também

Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Geral
Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Interior
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Geral
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás
Cidade Morena
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás