Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Economia

Prefeitura propõe "reajuste zero" da taxa de lixo e muda cálculo do IPTU

Novo indicador deverá garantir aumento menor no valor do imposto

19 novembro 2020 - 13h31Por Diana Christie

A prefeitura de Campo Grande decidiu não reajustar a Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares para o IPTU 2021.

O projeto com ‘reajuste zero’ foi encaminhado para análise dos vereadores nesta quinta-feira (19). O objetivo é minimizar os impactos da crise econômica provocada pela covid-19.

A prefeitura também modificou o indicador econômico base para reajuste anual da taxa de coleta, que agora será o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) e não mais o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M).

O secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, explica que o IPCA-E tem uma variação menor que o IGP-M, causando um impacto menor na tarifa. Para se ter uma ideia, neste ano, até o momento, o IGP-M tem variação de 19%, contra 2,65 do IPCA-E.

Leia Também

Homem é flagrado se masturbando em ônibus, pula catraca e foge
Polícia
Homem é flagrado se masturbando em ônibus, pula catraca e foge
Pai diz que filho agiu em legítima defesa e matou Everton após apanhar no Caiobá
Polícia
Pai diz que filho agiu em legítima defesa e matou Everton após apanhar no Caiobá
Sem ver a filha há 2 anos, pai vai buscar na escola e pega criança errada
Geral
Sem ver a filha há 2 anos, pai vai buscar na escola e pega criança errada
MS entra na lista dos 11 estados com risco de 2ª onda da covid-19
CORONAVÍRUS
MS entra na lista dos 11 estados com risco de 2ª onda da covid-19