Menu
quinta, 29 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Economia

Procon de MS divulga pesquisa de preços de combustíveis em Campo Grande

A pesquisa comparativa completa, realizada nos postos de Campo Grande

18 novembro 2016 - 20h40Por Procon
Procon de MS divulga pesquisa de preços de combustíveis em Campo Grande

Após o segundo anúncio, em menos de um mês, de redução do preço dos combustíveis vendidos às distribuidoras pela Petrobras, a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), divulga, uma pesquisa comparativa de preços realizada em Campo Grande.

O objetivo das pesquisas, realizada pelos técnicos do Procon/MS, foi verificar a variação de preços no período e contribuir com a análise pelo consumidor. Foram realizadas duas pesquisas em 27 postos de combustíveis de Campo Grande, em outubro e novembro deste ano. A primeira pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 25 de outubro e a segunda, entre os dias 7 e 10 em novembro.

Preços dos combustíveis

Em Mato Grosso do Sul, segundo a superintendente para Orientação e Defesa do Consumidor, Rosimeire Cecília da Costa, as pesquisas foram iniciadas após o anúncio de redução dos preços e o resultado obtido aponta que houve aumento. Em relação à gasolina comum, o preço subiu de 1,18% a 3,13% de outubro para novembro em 13 dos postos pesquisados, enquanto 14 deles mantiveram o preço no período. A gasolina aditivada variou de 1,16% a 3,13% em 12 postos. Sete não apontaram variação.

No caso do etanol, o aumento foi de até 10% no período compreendido entre as duas pesquisas. Apenas cinco postos não tiveram aumento do etanol. O diesel foi o único combustível que apresentou redução do preço. O Diesel S500 variou entre em 0,64% e -1,29%, ficando o menor preço em R$ 3,06 o litro. Em 15 postos não houve variação no preço do diesel. O Diesel S10 variou entre 1,23% e -2,94%

A pesquisa comparativa completa, realizada nos postos de Campo Grande, pode ser consultada no site www.procon.ms.gov.br, no item “Pesquisa de Preços”, ou clicando neste link.

Campanha “Pesquisou, baixou!”

Com o objetivo de conscientizar e estimular os consumidores brasileiros a pesquisarem os preços como forma de adequação do mercado de consumo de combustíveis no Brasil, o Procon/MS aderiu à campanha nacional “Pesquisou, baixou!”, uma iniciativa da Associação Brasileira de Procons – Proconsbrasil e dos Procons de todo o país. A campanha educativa foi lançada na sexta-feira, 11 de novembro, para conscientizar e estimular os consumidores brasileiros a pesquisarem preços.

Ao pesquisar, os consumidores podem escolher os fornecedores que fixam os seus preços finais de venda de forma transparente. Compete aos órgãos de defesa do consumidor prezar pela harmonia nas relações de consumo, evitando que haja desconfiança dos consumidores sobre eventual não repasse das reduções anunciadas pela estatal de petróleo no Brasil. Rosimeire Cecília da Costa acrescenta que a movimentação consciente e coletiva dos consumidores pode alterar positivamente o mercado, dando ao segmento de combustíveis concorrência que reflita em melhoria de atendimento e de preços ao consumidor.

A ideia é que o consumidor pesquise e escolha encher o tanque do seu veículo naquele posto que não praticou os aumentos. “A proatividade do consumidor é preponderante para a regulação do preço pelo mercado, tanto oferta quanto demanda”, enfatiza a superintendente do Procon/MS.

Leia Também

Vídeo: vereador distribui sopão em noite com frio de 10º em Campo Grande
Cidade Morena
Vídeo: vereador distribui sopão em noite com frio de 10º em Campo Grande
Vídeo: políticos saem na porrada durante debate em TV
Geral
Vídeo: políticos saem na porrada durante debate em TV
Pacientes com suspeita de covid denunciam dia de descaso na UPA Coronel Antonino
Cidade Morena
Pacientes com suspeita de covid denunciam dia de descaso na UPA Coronel Antonino
Apoiador de Lula que incendiou estátua dá 'desculpa esfarrapada' e é preso em SP
Geral
Apoiador de Lula que incendiou estátua dá 'desculpa esfarrapada' e é preso em SP