(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Quase 15 milhões deixarão compras de Natal para a última hora, diz pesquisa

Uma parte deles -1,8 milhão- está esperando o dinheiro da segunda parcela do 13º para comprar o presente

21 DEZ 2016
Redação/ FOLHASPRESS
19h31min

Um total de 14,6 milhões de brasileiros deixaram as compras de Natal para a última hora, segundo pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas).

Uma parte deles -1,8 milhão- está esperando o dinheiro da segunda parcela do 13º para comprar o presente. Por lei, os valores deveriam ser pagos na terça-feira (20) aos trabalhadores.

Essa segunda parcela tem o desconto de impostos, que incidem sobre o valor total do abono de Natal.

Para quem já estava trabalhando desde janeiro, o valor é metade do salário. Quem começou a trabalhar depois de janeiro tem direito ao benefício proporcional.

Entre os que deixaram para a última hora, a maioria (39,2%) espera por promoções. Já 16,8% só vão receber o salário e outros pagamentos próximos do Natal.

Os que contam com a segunda parcela do 13º para fazer compras de última hora representam 12,6% do total pesquisado.

Outros 10% foram sinceros: não gostam de comprar e deixam para perto da data, quando não há mais o que fazer.

No entanto, especialistas alertam para o risco de gastar mais ao fazer compras correndo. "Se o consumidor deixa para comprar muito em cima da hora, acaba não tendo tempo para pesquisar preços ou encontrar opções de produtos mais baratos e, consequentemente, gasta mais, comprometendo o orçamento", afirma Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Entre as dicas dos especialistas para as compras estão olhar bem e o produto antes de comprar, testar na loja e ver se é aquilo mesmo que estava querendo.

CUIDADO COM OS GASTOS

- Antes da compra

>>Preste atenção nos itens escolhidos antes de comprá-los

>>Além da numeração, verifique a costura de roupas e bolsas, e se o solado de sapatos está bem colados

>>No caso de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, sempre faça o teste na loja antes

>>Existe uma legislação determinando que haja amostra de livros, CDs, DVDs e jogos eletrônicos para o cliente ver se é o que quer

>>Caso a amostra não esteja disponível, o consumidor pode exigir que um produto seja aberto para verificar

- Não se esqueça

>>As despesas de início de ano chegarão com tudo, então gastar todo o dinheiro do 13º com presentes é má ideia

>>Faça as contas e reserve uma verba para pagar IPVA, IPTU e material escolar, por exemplo

Fontes: SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) e Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor)

Veja também