Menu
sexta, 30 de outubro de 2020
Economia

Reajustes salariais pressionam o custo da construção civil

Nacional

28 janeiro 2014 - 11h58Por Redação

O Índice Nacional de Custo da Construção  do Mercado (INCC-M) subiu 0,7%, em janeiro. Essa taxa é bem superior à alta registrada, em dezembro, quando o índice havia atingido 0,22%. O resultado acumulado em 12 meses indica aumento 8,39%, puxado, principalmente, pela mão de obra que ficou 10,37% mais cara. O custo de materiais, equipamentos e serviços, nesse período, foi corrigido em 6,3%.

O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) abrange o Indice Nacional de Custo da Construção (INCC), um dos três itens que compõem o Índice Geral de Preços (IGP), representando 10% do índice.

Como nos demais componentes do IGP, também é apresentada a versão do INCC para o mercado (INCC-M), que é calculado entre os dias 21 do mês anterior ao dia 20 do mês de referência.

O índice relativo a mão de obra passou de 0,21% para 1%, enquanto o de materiais, equipamentos e serviços oscilou em 0,37% ante 0,23%.

Leia Também

Andressa Urach diz estar cansada de igreja após ser julgada
Geral
Andressa Urach diz estar cansada de igreja após ser julgada
Ladrões tentam furtar piscina de casa em reforma
Interior
Ladrões tentam furtar piscina de casa em reforma
Empresário e sargento acusados de pedofilia alegam que foram abusados na infância
Polícia
Empresário e sargento acusados de pedofilia alegam que foram abusados na infância
Motorista que 'atropelou' casal de moto é preso por embriaguez ao volante
Interior
Motorista que 'atropelou' casal de moto é preso por embriaguez ao volante