Menu
segunda, 10 de agosto de 2020
Economia

Resultado do leilão de Libra permitirá 'salto extraordinário' na educação, diz ministro

Petróleo

22 outubro 2013 - 10h35Por Da Redação

O ministro Aloizio Mercadante (Educação) disse nesta terça-feira (22) que o "êxito" do leilão de Libra, realizado na segunda-feira (21) no Rio de Janeiro, permitirá que o país "dê um salto extraordinário nos investimentos feitos em educação". 

"Foi o maior leilão da indústria do Petróleo e o consórcio que ganhou tem empresas muito fortes", disse o ministro. 

Ao todo, cinco empresas formam o consórcio vencedor: Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC. 

Ele foi o único consórcio a dar lance no leilão, apesar de 11 empresas estarem habilitadas a participar do processo.

"O mais importante é que o Estado vai investir 75% dessa renda em educação", disse o ministro.

Segundo ele, ao longo de 35 anos, isso representa R$ 638 bilhões. Dividido ao longo dos 35 anos, seria um incremento anual de cerca de R$ 18 bilhões, 18,4% do orçamento neste ano do ministério, de R$ 98,8 bilhões.

"O país está transformando uma riqueza finita em infinita, que é a educação", explicou.

Mercadante disse ainda que a "melhor fonte de renda foi garantida para a educação, que é o petróleo".

O ministro esteve presente, nesta manhã (22), em um evento do Ministério do Trabalho e Emprego sobre o PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Leia Também

Prefeitura e Defensoria fazem acordo para evitar lockdown em Campo Grande
Cidade Morena
Prefeitura e Defensoria fazem acordo para evitar lockdown em Campo Grande
Médico que lutava contra câncer no cérebro há 20 anos morre em Coxim
In Memoriam
Médico que lutava contra câncer no cérebro há 20 anos morre em Coxim
Grávida é presa por cortar pênis do marido ao descobrir traição na... NIGÉRIA
Geral
Grávida é presa por cortar pênis do marido ao descobrir traição na... NIGÉRIA
Delegado de MS segue internado com covid no Albert Eintein
Cidades
Delegado de MS segue internado com covid no Albert Eintein