Menu
domingo, 13 de junho de 2021
Economia

Triste Dia do Trabalhador: desemprego em disparada em Mato Grosso do Sul

Só o comércio mandou embora cerca de 70 mil pessoas

01 maio 2020 - 18h10Por Vinícius Squinelo

Neste 1º de maio, Dia do Trabalhador, a situação não está nada fácil em Mato Grosso do Sul. Em um 2020 marcado pela pandemia do novo coronavírus, o desemprego mais que dobrou no Estado.

MS fechou 2019 como o segundo estado brasileiro com menor índice de desempregados em todo Brasil. Até dezembro, eram 93 mil sul-mato-grossenses sem emprego, 6,5% da população economicamente ativa do Estado – aquelas com idade e capacidade para atuar no mercado de trabalho formal.

2020 começou bem, com os índices de desemprego caindo. Até a pandemia chegar. A COVID-19 não afetou só a saúde regional, mas também – se não principalmente – os trabalhadores. De 6,5%, o número de desempregados saltou para 13,9%, conforme cálculos iniciais – já que o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), índice nacional, de abril ainda não foi divulgado.

Só o comércio mandou embora cerca de 70 mil pessoas. As demissões, porém, ocorreram em praticamente todos os setores – da Solurb à frigoríficos. A estimativa é que hoje Mato Grosso do Sul conte com aproximadamente 200 mil desempregados.

Assim, o Dia do Trabalhador deste ano de 2020, infelizmente, não é das melhores notícias para a população sul-mato-grossense.