TCE MAIO
(67) 99826-0686

Quando a falta de serviço básico transforma moradores em reféns da bandidagem

Com o anoitecer, populares se mantém trancados em casa

21 NOV 2016
Dany Nascimento
16h00min
As lâmpadas amarelas deixam as ruas escuras Foto: Repórter Top

Um leitor do TopMídiaNews fez questão de registrar a presença de um dos maiores companheiros dos moradores do bairro Moreninha II: a 'escuridão'. Após a denúnia, a reportagem foi ao local checar a situação. As ruas possuem as famosas 'lâmpadas amarelas', mas na hora de iluminar, deixa a população na 'mão', se tornando alvo de bandidos, pois não é possível nem mesmo identificar o rosto daqueles que trafegam pelas ruas do bairro no período da noite. 

Conforme o leitor, a população está assustada, já que a escuridão toma conta do local e colabora com a atuação de bandidos. O leitor relata ainda, que antes, os moradores tinham o hábito de sentar na frente das residências para tomar tereré, conversar com vizinhos e familiares, mas agora, com o aumento de roubos, as ruas além de escuras, ficam vazias, já que a população tem medo de sair de casa.

"Quando vai anoitecendo, ninguém mais quer sair para fora das casas, as pessoas estão assustadas, as ruas nunca ficaram tão escuras assim, pagamos pela iluminação pública e não temos, porque essas lâmpadas amarelas iluminam apenas a parte de cima do poste, embaixo que é bom, nada. Vivemos como prisioneiros, porque sair de casa é correr o risco de ser roubado. Roubaram a caminhonete do meu vizinho e até hoje ninguém encontrou. Roubaram amigas, que estavam na frente da casa, o cara ainda ameaçou atirar na cabeça da cachorrinha caso ela não entregasse o celular, roubaram pastor no ponto de ônibus e levaram o sacolão, está cada dia mais complicada a situação das Moreninhas", diz o leitor. 

Diante disso, o TopMídiaNews entrou em contato com a prefeitura da Capital, que alegou que a troca das lâmpadas amarelas por Led foi iniciada e a região das Moreninhas estava na lista dos bairros que seriam beneficiados com o serviço, porém, o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB), pediu esclarecimentos sobre a troca através do TCE (Tribunal de Contas do Estado), que suspendeu o serviço.

 Conforme a assessoria de imprensa, o prefeito Alcides Bernal (PP) prestou todos os esclarecimentos e aguarda uma resposta do Tribunal, para dar continuidade ao serviço, que está paralisado. A prefeitura explica ainda, que a troca de lâmpadas deve gerar mais iluminação pública e uma economia aos cofres públicos, já que são consideradas mais econômicas que as amarelas.

 

Veja também