TJMS JANEIRO
Menu
sábado, 22 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Especiais

Só na promessa: Porto Seco completa oito anos em obras e vira 'lenda'

20 novembro 2015 - 16h37Por Anna Gomes

Depois de muitos anos, as obras do conhecido Porto Seco, ou Terminal Intermodal de Cargas de Campo Grande, ainda continuam paradas. Já com três paralisações, desde 2007, entra e sai prefeito, mas nada é concluído.

No ano de 2008, o TCU (Tribunal de Contas da União) ordenou a suspensão dos trabalhos por problema de execução, a construção a ser executada em 2009, mas não demorou muito para parar novamente.

O obra que fica localizada no anel rodoviário da Capital próximo BR- 060, na saída para Sidrolândia e BR- 163, saída para São Paulo, tem o objetivo de facilitar o escoamento dos produtos para os mercados de outros países.

O objetivo do empreendimento, em sua concepção, é, principalmente, transformar a Capital de Mato Grosso do Sul em um entreposto, facilitando o escoamento dos produtos para os mercados externos, em especial países como Argentina, Paraguai, Chile, Bolívia e Venezuela.

Enquanto isso, todos os prefeitos que passaram nos últimos anos prometem terminar a obra, nenhum acaba concluindo. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) chegou a firmar um convênio com o município no valor de R$ 4 milhões, o documento chegou a ser renovado em outubro de 2014, prorrogado para maio deste ano, adiado para até o dia sete de novembro de 2015.

A equipe de reportagem tentou entrar em contato por duas vezes com a Prefeitura Municipal de Campo Grande e até o fechamento desta matéria não obteve resposta.