Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
camara municipal
Geral

A fila anda: após demissão da Globo, Record quer contratar Mauro Naves

Jornalista foi afastado após ter revelado o envolvimento dele no caso do suposto estupro de Neymar

10 julho 2019 - 08h14Por Da redação/Meia Hora

Depois da TV Globo ter demitido Mauro Naves, a Record TV quer ter o jornalista em seu quadro de funcionários. De acordo com a coluna de Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, o repórter foi procurado para falar sobre o caso e, antes mesmo de ser perguntado sobre, já respondeu que nada tinha sido oficializado.

"Olha só, eu ainda não formalizei juridicamente minha saída da Globo. E antes disso prefiro não me manifestar", afirmou o jornalista para a coluna. "Fico feliz em saber porque estarei aberto a novos caminhos a partir do momento que minha saída for concretizada. Mas não mantive contato com ninguém, por enquanto!", contou o colega.

A Globo dispensou Mauro após 31 anos de casa. No último dia 6, durante o 'Jornal Nacional', William Bonner informou a decisão da emissora em afastar o repórter dos noticiários pelo envolvimento dele no caso do suposto estupro de Neymar à modelo Najila Trindade. Segundo o âncora, Mauro confirmou as alegações sobre sua participação no episódio.

"Em sua defesa, Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos de Neymar para o advogado, a quem já conhecia, porque esperava obter a história com exclusividade. Quando o assunto se tornou público, avaliou que sua participação não teria relevância", explicou o apresentador durante o jornal. A coluna procurou a Record TV sobre a contratação de Mauro, mas a emissora não respondeu.

Leia Também

Servidor é preso por usar caminhonete da Funai para buscar maconha na fronteira
Polícia
Servidor é preso por usar caminhonete da Funai para buscar maconha na fronteira
Lewandowski nega recurso do Estadão para saber se exame de covid é mesmo de Bolsonaro
Geral
Lewandowski nega recurso do Estadão para saber se exame de covid é mesmo de Bolsonaro
Bolsonaro proíbe Mandetta de trabalhar por seis meses: 'Estou abismado'
Geral
Bolsonaro proíbe Mandetta de trabalhar por seis meses: 'Estou abismado'
Investigação diz que Witzel está no topo de estrutura que fraudou contratos no Rio
Geral
Investigação diz que Witzel está no topo de estrutura que fraudou contratos no Rio