Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
Gov - Compre de Casa
Geral

Ação global é necessária para reduzir diferença nas emissões de gases-estufa, diz ONU

ONU

05 novembro 2013 - 08h46Por Reuters

As emissões de gases do efeito-estufa em 2020 serão entre 8 e 12 bilhões de toneladas a mais do que o nível necessário para manter o aquecimento global em apenas 2 graus Celsius e evitar uma grave mudança climática, estimou um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira.

O relatório anual do Programa nas Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) analisou as atuais promessas de países para reduzir as emissões, e se seriam suficientes.O estudo constatou a diferença de 8-12 bilhões de toneladas por ano entre as promessas e as reduções nas emissões que os cientistas estimam ser necessárias até 2020 para evitar os efeitos potencialmente devastadores do aquecimento global. A estimativa foi pouco diferente do levantamento de 8-13 bilhões do ano passado.

É "cada vez mais difícil" manter o rumo para limitar os aumentos de temperatura, e a ação global é necessária para acabar com a diferença de emissões, diz o relatório.

Em 2010, os países concordaram em agir para limitar o aumento de temperatura, mas muitos não conseguiram fazer as reduções de emissão para respaldar as promessas. Representantes de mais de 190 países vão se reunir em Varsóvia, na Polônia, na próxima semana para uma conferência da ONU para discutir cortes de emissões sob um novo pacto climático, que será assinado até 2015, mas que só entrará em vigor em 2020.

Leia Também

'Vovô radical' é preso por dirigir bêbado e causar acidente
Interior
'Vovô radical' é preso por dirigir bêbado e causar acidente
Teste de vacina contra covid-19 contará com 2 mil voluntários brasileiros
Saúde
Teste de vacina contra covid-19 contará com 2 mil voluntários brasileiros
Neblina atrapalha, motorista perde controle da direção e bate em carreta na BR-262
Interior
Neblina atrapalha, motorista perde controle da direção e bate em carreta na BR-262
Bolsonaro veta uso de R$ 8,6 bilhões no combate ao coronavírus
Política
Bolsonaro veta uso de R$ 8,6 bilhões no combate ao coronavírus