TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Agente que levou Neymar ao Barça gera polêmica e pode prejudicar santista

23 outubro 2015 - 17h33Por UOL Esporte

O empresário André Cury, um dos pivôs da transferência do atacante Neymar ao Barcelona, da Espanha, se envolveu em uma nova polêmica com a diretoria do Santos. O agente é acusado de atravessar o alvinegro praiano na renovação contratual do volante Thiago Maia e tentar levá-lo ao Palmeiras.

Segundo apurou o UOL Esporte, os dirigentes santistas descobriram a estratégia e estão irritados com o empresário. Cury tem relacionamento estreito com atletas das categorias de base do Santos e, inclusive, gerencia a carreira do lateral esquerdo Caju, ex-titular da equipe santista.

Pessoas ligadas ao jogador temem que a insatisfação da cúpula alvinegra com André Cury possa prejudicar o lateral. Caju foi promovido ao elenco profissional no ano passado, se firmou como titular rapidamente e foi até convocado para a seleção brasileira de base.

No entanto, após a renovação contratual no início do ano, Caju perdeu espaço no elenco e se tornou a terceira opção na lateral esquerda – atrás de Zeca e Chiquinho.

A informação de que André Cury tentou levar Thiago Maia ao Palmeiras foi confirmada pelo agente do jogador, Alexis Malavolta, que trabalha com Juan Figer.

"Eu estava com o Thiago Maia, na casa do cantor Sorocaba, em São Paulo, quando o Thiago Maia recebeu uma mensagem de um funcionário do Cury e me mostrou. Eu liguei para questioná-lo e ele não atendeu. Depois ele me retornou e disse que não tinha que me apresentar nada e que ia apresentar a proposta direto para o jogador", afirmou Malavolta ao UOL Esporte.

"Ele se reuniu com a mãe e o tio do Thiago Maia e com o próprio jogador e apresentou a proposta do Palmeiras. A mãe do Thiago (Vanda Maia) mostrou a proposta na reunião com o Santos, e o Santos já sabia que era ele (André Cury). Essa proposta foi três dias antes dele renovar com o Santos", completou.

Ao que tudo indica, a oferta do Palmeiras seria superior a proposta do Santos em salários e luvas. Segundo informações de fontes, o atleta receberia quase R$ 5 milhões de luvas, além de ordenado mensal de R$ 200 mil.

Em contato com o UOL, André Cury nega que fez a proposta, mas ressalta que não seria ilegal, pois o jogador estava apto a assinar um pré-contrato com qualquer clube, já que o vínculo de Thiago Maia terminava em fevereiro do próximo ano. O Palmeiras, através da sua assessoria, também nega que tenha feito qualquer proposta pelo jogador.

Por fim, Thiago Maia renovou com o Santos por quatro temporadas. O volante ganhará menos na Vila Belmiro, mas recebeu R$ 1 milhão de luvas e 30% do montante total de uma futura negociação. Além disso, os empresários do jogador ficaram com mais 10%.

O clube paulista também assumiu o risco de tentar reconquistar 28% dos direitos econômicos que o volante alega ter perdido para um grupo de investidores ligado a antiga diretoria. Caso não vença o caso na Justiça, o Santos ficará apenas com 32% de Thiago Maia.