TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Geral

Após foguetório de bolsonaristas, Toffoli diz que STF 'não se sujeitará a ameaças'

O ministro Alexandre de Moraes também se manifestou

14 junho 2020 - 17h38Por Thiago de Souza

O ministro Dias Toffoli disse, neste domingo (14), que o Supremo Tribunal Federal não vai se sujeitar a ameaças contra a Corte. O presidente do STF se referiu a um foguetório ocorrido na noite deste sábado (12), promovido por Bolsonaristas, em frente ao prédio da Corte. Ao final da matéria, veja o vídeo dos fogos de artifício. 

''Infelizmente, na noite de sábado, o Brasil vivenciou mais um ataque ao Supremo Tribunal Federal, que também simboliza um ataque a todas as instituições democraticamente constituídas'', escreveu Toffoli em nota. 

Ainda segundo o presidente da Corte, a manifestação citada seria financiada ilegalmente e estimuladas por uma minoria da população e por integrantes do estado. Em outro trecho, Toffoli garantiu que a Corte não irá se sujeitar às ameaças. 

''O Supremo jamais se sujeitará, como não se sujeitou em toda a sua história, a nenhum tipo de ameaça, seja velada, indireta ou direta e continuará cumprindo a sua missão. Guardião da Constituição, o Supremo Tribunal Federal repudia tais condutas e se socorrerá de todos os remédios, constitucional e legalmente postos, para sua defesa, de seus Ministros e da democracia brasileira'', escreveu. 

Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes usou o Twitter e também comentou o caso, mesmo sem citá-lo especificamente. 

“O STF jamais se curvará ante agressões covardes de verdadeiras organizações criminosas financiadas por grupos antidemocraticos que desrespeitam a Constituição Federal, a Democracia e o Estado de Direito. A lei será rigorosamente aplicada e a Justiça prevalecerá'', escreveu.