TCE MAIO
(67) 99826-0686

Atlético-MG leva sufoco, mas bate chineses no fim e fica em 3º

Terceiro Lugar

21 DEZ 2013
da redação
17h10min
Foto: Reprodução

O Atlético-MG escapou por pouco de sofrer mais um vexame no Mundial de Clubes. Depois de ser eliminado pelo marroquino Raja Casablanca, o time mineiro jogou mal demais e esteve perto da derrota diante do chinês Guangzhou Evergrande. A equipe mineira só venceu no final, por 3 a 2, e assim conquistou o terceiro lugar na competição.

Apesar do gol de Diego Tardelli aos 2min de jogo, o primeiro tempo foi uma continuação do pesadelo que o Atlético-MG viveu contra o Raja. O empate do Guangzhou foi imediato: aos 8min, Elkeson entrou na área e chutou forte, mas a bola bateu no travessão e na linha do gol. O rebote ficou com Kim, que passou para Muriqui marcar. E a virada também veio rápida: após disputa entre Kim e Lucas Cândido na área, foi marcado pênalti. Darío Conca foi para a cobrança e virou o jogo.

Atordoado pelo filme de terror vivido novamente em Marrakech, o Atlético-MG quase viu uma tragédia acontecer. Elkeson acertou o travessão aos 18min, Conca quase marcou de falta aos 22min, e Muriqui perdeu uma chance frente a frente com Victor, aos 40min. Porém, assim como no jogo contra o Raja, a esperança foi reencontrada em uma cobrança de falta de Ronaldinho, que marcou aos 45min.

O Atlético-MG continuou sem mudanças após o intervalo e só piorou. Houve uma "blitz" do time chinês na área alvinegra: aos 7min, Elkeson girou na área e chutou com perigo, mas Victor defendeu. Aos 12min, Conca fez uma linda enfiada de bola para Muriqui, mas ele finalizou em cima de Victor. No escanteio após essa jogada, Elkeson cabeceou e acertou o travessão novamente. Durante essa pressão, ainda houve um pênalti polêmico não marcado para o Guangzhou.

O Atlético-MG só melhorou com a entrada de Luan, que chutou com perigo aos 24min. O rebote ainda sobrou com Ronaldinho, que quase se consagrou, mas sua finalização foi em cima da linha. Do outro lado ainda houve outro susto chinês: aos 34min, após cobrança de escanteio fechada, Victor quase sofreu um gol contra, mas conseguiu salvar.

Com os times tensos nos minutos finais, aconteceu uma polêmica aos 39min. Ronaldinho foi derrubado na entrada da área e revidou com um chute em Zhao. Por isso o meia foi expulso de campo. Parecia um momento terrível, mas de forma surpreendente veio a salvação: lançado por Tardelli, Luan ficou de frente para o gol e, com frieza, decretou a virada do Atlético-MG. 

Veja também