Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Geral

Revelações sobre a espionagem global geraram polêmica sobre a proteção da privacidade digital

ONU

08 novembro 2013 - 07h10Por Reuters

As revelações sobre a espionagem global geraram questões polêmica sobre a proteção da privacidade digital que precisarão ser tratadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), disseram o Brasil e a Alemanha na quinta-feira ao apresentarem uma proposta de resolução que pede o fim dos excessos na vigilância eletrônica.

O texto manifesta profunda preocupação com "violações de direitos humanos e abusos que possam resultar da conduta de qualquer vigilância de comunicações, incluindo a vigilância extraterritorial de comunicações". A proposta não cita países específicos, mas surge depois de o ex-técnico de inteligência norte-americano Edward Snowden ter apresentado detalhes sobre as atividades da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA no mundo todo.

Segundo essas informações, a presidente Dilma Rousseff e a chanceler alemã, Angela Merkel, teriam tido suas comunicações monitoradas, junto com as de milhões de outros cidadãos.

Brasil e Alemanha apresentaram a proposta de resolução ao Terceiro Comitê da Assembleia-Geral da ONU, que trata de questões de direitos humanos. A comissão deve votar a proposta no final do mês, e depois ela deve ser levada ao plenário dos 193 países, em dezembro, segundo diplomatas.Mesmo que aprovada, a resolução não terá efeito prático, pois decisões da Assembleia-Geral não são de cumprimento obrigatório.

Falando na quinta-feira ao Terceiro Comitê, o embaixador da Alemanha na ONU, Peter Wittig, disse que "relatos sobre a vigilância maciça de comunicações privadas e a coleta de dados pessoais têm alarmado as pessoas do mundo todo. Elas se fazem uma pergunta legítima: será que o direito delas à privacidade ainda está protegido efetivamente no nosso mundo digital?".

O embaixador do Brasil na ONU, Antonio Patriota, disse na mesma sessão que "a privacidade é a essência da salvaguarda dos indivíduos contra o abuso de poder".

Leia Também

Não falha uma: acusada de racismo e homofobia em padaria é apoiadora de Bolsonaro
Geral
Não falha uma: acusada de racismo e homofobia em padaria é apoiadora de Bolsonaro
Coautora: fiscal do Carrefour é presa por envolvimento em espancamento e morte de cliente
Geral
Coautora: fiscal do Carrefour é presa por envolvimento em espancamento e morte de cliente
'Alegre e amava os pais', revela prima de chargista esquartejado por massagista
Cidade Morena
'Alegre e amava os pais', revela prima de chargista esquartejado por massagista
Mudou de casa? Sanesul dá dicas de como transferir titularidade para outra residência
Cidades
Mudou de casa? Sanesul dá dicas de como transferir titularidade para outra residência