Menu
quinta, 22 de outubro de 2020
Geral

Catarinense de 21 anos volta a leiloar virgindade em site próprio

Polêmica

23 novembro 2013 - 18h42Por Redação

A catarinense Ingrid Migliorini, que ficou conhecida por leiloar a virgindade para um documentário - o que acabou não se concretizando -, voltou a colocar sua primeira vez à venda, mas dessa vez por conta própria. 

Catarina, como é conhecida, iniciou nesta semana um leilão no site virginswanted2, em que ela se apresenta como a "virgem mais famosa do mundo". 

"Olá, eu sou Catarina. Eu fiquei famosa no mundo através do documentário 'Virgins Wanted', quando minha virgindade foi leiloada", escreve em inglês a jovem de 21 anos. 


No perfil, ela explica que o autor do documentário e ela tiveram um desacordo que impediu que ela expusesse sua primeira relação sexual no documentário. Apesar disso, a fama lhe rendeu um ensaio para a revista Playboy, em janeiro de 2013. 

No novo site, Catarina afirma que, após o impasse, decidiu criar um novo site para leiloar sua virgindade por conta própria, e que homens e mulheres interessados podem dar seus lances.

É possível ver no site que há dois lances pela sua virgindade, ambos dos Estados Unidos, e o mais alto é de US$ 120 mil. Catarina havia estipulado o lance mínimo em US$ 100 mil. No primeiro leilão, a oferta vencedora teria sido de R$ 1,5 milhão. 

No site, além do perfil, é possível ver fotos e vídeos da jovem. Os interessados também podem fazer um lance até às 20h do dia 9 de dezembro.

 

Fonte: Terra

Leia Também

Amigos pedem ajuda por usuário de drogas em surto no Colibri: 'precisa ser internado'
Cidade Morena
Amigos pedem ajuda por usuário de drogas em surto no Colibri: 'precisa ser internado'
Culpa do Bolsonaro? Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de produtos para vacina
Geral
Culpa do Bolsonaro? Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de produtos para vacina
É da ruim: PF apreende quase meia tonelada de cocaína em Ponta Porã
Interior
É da ruim: PF apreende quase meia tonelada de cocaína em Ponta Porã
Candidato nega 'autopromoção' e que assessor usou perfil por engano para comentar no Facebook
Interior
Candidato nega 'autopromoção' e que assessor usou perfil por engano para comentar no Facebook