Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
Camara - corona
Geral

Celso de Mello diz que Weintraub cometeu crime ao chamar ministros de vagabundos

Ministro da Educação também falou que queria prender os magistrados

22 maio 2020 - 19h44Por Thiago de Souza

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), viu possível crime de injúria em declarações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, no vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. A gravação foi divulgada nesta sexta-feira (22/5) pelo ministro, dentro do inquérito que apura uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal.

"Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF", disse Weintraub no vídeo.

Na decisão em que retira o sigilo da gravação, Celso de Mello determina que todos os ministros do Supremo sejam oficiados para que, caso queiram, adotem as medidas cabíveis.

Constatei, casualmente, a ocorrência de aparente prática criminosa, que teria sido cometida pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que, no curso da reunião ministerial realizada em 22/04/2020, no Palácio do Planalto, assim se pronunciou em relação aos ministros do Supremo Tribunal Federal”, escreveu Celso de Mello na decisão.

 

Leia Também

Witzel arrega para Bolsonaro e libera futebol, bares, restaurantes e shoppings a partir deste sábado
Geral
Witzel arrega para Bolsonaro e libera futebol, bares, restaurantes e shoppings a partir deste sábado
Encontrado corpo de fazendeiro brasileiro que estava desaparecido na fronteira
Interior
Encontrado corpo de fazendeiro brasileiro que estava desaparecido na fronteira
Prefeitura inicia entrega de 30 mil kits merenda na segunda-feira
Cidades
Prefeitura inicia entrega de 30 mil kits merenda na segunda-feira
Campo Grande é a capital com menos óbitos e casos confirmados de Covid-19 no Brasil
Cidades
Campo Grande é a capital com menos óbitos e casos confirmados de Covid-19 no Brasil