Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Geral

Colorado já vende maconha para uso recreativo

Liberada

02 janeiro 2014 - 14h33Por Associated Press

As primeiras lojas para a venda de maconha para uso recreativo nos Estados Unidos começaram a funcionar no Colorado, dando início a uma experiência que será observada de perto pelo restante do mundo. Ativistas esperam provar que a legalização é uma alternativa melhor do que a cara guerra contra as drogas travada no país.

Já os mais céticos temem que a nova indústria vá tornar a droga mais facilmente disponível para adolescentes, embora as vendas legais sejam limitadas a adultos maiores de 21 anos.

Os eleitores do Colorado aprovaram a venda em 2012 e ela teve início na quarta-feira. O Estado de Washington tem sua própria versão da lei, que deve começar a vigorar em meados deste ano. O Uruguai aprovou uma lei em dezembro e se tornou o primeiro país do mundo a regular o consumo da maconha.

Defensores da medida argumentam que o mercado legal vai gerar renda para os Estados e permitir cortes nos gastos, pois não haverá tantas pessoas detidas por posse e consumo da droga. Pelo menos 24 lojas em oito cidades do Colorado foram abertas.

"Vou colocar o recibo de compra num quadro quando voltar para casa para lembrar a mim mesmo do que pode ser possível", disse James Aaron Ramsey, que cumpriu uma breve sentença de prisão por posse de maconha menos de um ano atrás e estava aninado com a compra legal da droga.

O Colorado estabeleceu um elaborado sistema de acompanhamento de produção e venda para manter a droga longe do mercado negro. Os reguladores também estabeleceram exigências para embalagem e rotulagem, além de testes e limites de potência da droga.

A maconha continua ilegal de acordo com a legislação federal norte-americana, mas o Departamento de Justiça elaborou uma lista de oito pontos prioritários para a regulação da maconha, que exige que os Estados mantenham a droga longe de menores de idade, cartéis criminosos, propriedades federais e de outros Estados.

"Nós compreendemos que o Colorado está sob um microscópio", disse recentemente Jack Finlaw, jurista ligado ao governador John Hickenlooper e responsável pela supervisão de uma força-tarefa que traçou a lei sobre a droga.

Um grupo de médicos e pessoas que trabalham com dependentes diz esperar mais problemas relacionados à maconha, especialmente em jovens, e que a disponibilidade da droga vai piorar a questão. "É como jogar gasolina no fogo", disse Ben Cort, do Centro de Dependência e Reabilitação do Hospital da Universidade do Colorado.

Ativistas favoráveis à medida esperam que a experiência no Colorado não seja tão perceptível após a corrida inicial às compras. "Adultos têm comprado maconha em todo o país há anos", disse Mason Tvert, porta-voz do Marijuana Policy Project. "A única diferença é que no Colorado eles comprarão de empresas legítimas em vez de adquirirem no mercado paralelo." 

Leia Também

Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Geral
Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Cidade Morena
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio
Interior
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio