tjms julho
Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Geral

Com fim da Paralimpíada, Galeão deve embarcar 50 mil pessoas na segunda-feira

Total de passageiros com deficiência, que necessitam de assistência especial, deve chegar 3,5 mil

16 setembro 2016 - 14h57Por Agência Brasil

Com o fim dos Jogos Paralímpicos neste domingo (18), o Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, espera receber, na segunda-feira (19) aproximadamente 50 mil pessoas, que deverão embarcar para destinos nacionais e internacionais, segundo o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

O total de passageiros com deficiência, que necessitam de assistência especial, deve chegar 3,5 mil pessoas no mesmo dia, incluindo 830 cadeirantes, volume equivalente a 13 vezes a média diária de passageiros em cadeiras de rodas que embarcam no aeroporto.

Desse total, 2,9 mil (entre atletas e membros de delegações) deverão fazer seu check-in em 75 estações remotas, que funcionarão de domingo a terça-feira (20), na própria Vila dos Atletas.

Com as estações de check-in remotas, espera-se que 14,5 mil volumes de bagagem sejam levados da Vila dos Atletas diretamente para as aeronaves.

Os demais passageiros que farão o check-in no aeroporto, contarão com atendimento especializado e filas preferenciais. As filas exclusivas funcionarão não apenas no check-in, mas também no controle migratório, checagem de segurança e embarque.

Haverá equipes capacitadas para comunicação em língua brasileira de sinais (Libras) e equipamentos para facilitar a locomoção desses passageiros, como plataformas elevatórias.

 

 

 

 

Leia Também

Hemosul ajuda a analisar testagens laboratoriais de exames da Covid-19 em MS
Cidades
Hemosul ajuda a analisar testagens laboratoriais de exames da Covid-19 em MS
Frio com força: quinta-feira será de baixas temperaturas em MS
Cidades
Frio com força: quinta-feira será de baixas temperaturas em MS
Dois anos sem resposta: Regiany desapareceu e filhos pequenos ainda perguntam da mãe
Cidade Morena
Dois anos sem resposta: Regiany desapareceu e filhos pequenos ainda perguntam da mãe
Casal em picape morre na hora após batida frontal com carreta na BR-267
Interior
Casal em picape morre na hora após batida frontal com carreta na BR-267