TCE MAIO
(67) 99826-0686

Derrubando mitos; Campanha do Dia Mundial do Câncer

Doenças

4 FEV 2014
Marcelo Villalba
07h50min
Foto: Reprodução

Com o slogan "Derrube os mitos!" a campanha do Dia Mundial do Câncer, comemorado nesta terça-feira (4), foi criada em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (Uicc), e tem como objetivo disseminar conhecimento sobre os diversos tipos de tumores malignos, derrubando assim os preconceitos a respeito da doença.


O primeiro mito, segundo a campanha, é o de que não se deve falar sobre o câncer, o segundo, de que câncer não tem sintomas ou sinais. O terceiro mito a ser derrubado é o de que não há nada que se possa fazer contra a doença.

O coordenador de Prevenção e Vigilância do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Claudio Noronha, aponta que um dos piores vilões para a doença é o desconhecimento, e que a cada ano, provoca cerca de 8 milhões de mortes no mundo.

“A falta de conhecimento e o medo causam verdadeiras barreiras para o tratamento. Por isso, o conhecimento é um elemento importantíssimo para o controle do câncer e essa campanha é muito válida” comentou.

Segundo o médico ainda é possível que a metade dos câncer sejam evitados, mudando os hábitos de vida, como evitar a fumar.  Os dados apontam que o câncer de pulmão é o mais frequente, no Brasil ainda existe um certo controle neste tipo de câncer, devido ao controle do tabagismo.

Outro fator importante e que deve ser controlado é o número alto de obesidade, que pode ser prevenido com uma boa alimentação e fazer atividade física. 

Conforme os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, 31% da população global não pratica nenhum tipo de atividade física. O sedentarismo está associado a 3,2 milhões de mortes anuais, sendo 2,6 milhões em países pobres e em desenvolvimento, além de 670 mil óbitos prematuros (pessoas com menos de 60 anos).


Em 2008, quase 460 mil mulheres morreram em decorrência do câncer de mama e cerca de 610 mil homens por causa do câncer colorretal.

A orientação de 150 minutos por semana de atividade física aeróbica moderada vale para pessoas com 18 anos ou mais. Entre 5 e 17 anos, a recomendação é de pelo menos 60 minutos de atividade física moderada ou alta.

A OMS informou também que o câncer é a segunda principal causa de mortes em todo o mundo – perde apenas para doenças cardiovasculares.

Em Campo Grande, uma unidade do Hospital de Câncer de Barretos, se instalou, no ano passado. Segundo a diretora clínica do hospital Adriane Bovo, o instituto é focado somente em diagnósticos e prevenção, não sendo realizados tratamentos. Ela explica que no local  serão feitos diversos tipos de exames e o paciente deve ter idade condizente às recomendadas para que se faça os exames preventivos. "Nossa missão é promover assistência multiprofissional qualificada em ações de prevenção primária e secundária do câncer, de forma humanizada, ética e segura", diz a diretora.

É importante alertar sobre a faixa etária da população que poderá fazer os exames.

Mamografia: Mulheres de 40 a 69 anos

Papanicolaou: Mulheres de de 25 a 69 anos

Próstata: Homens de 50 a 69 anos

Pele: qualquer faixa etária – exames farão a detecção

Unidades de Diagnóstico

Já o Hospital de Câncer Alfredo Abrão, acontece a realização de tratamentos para a doença na Capital, com uma equipe gabaritada. 

Veja também