(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Destinação de embalagens de agrotóxico cresce 12% em todo país

Meio Ambiente

22 OUT 2013
Aline Oliveira
18h20min
Divulgação

O Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), divulgou na última segunda-feira (21), que de janeiro a setembro deste ano, o sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas) encaminhou para o destino ambientalmente correto 32.041 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos em todo país.

 

Conforme informações dos representantes, estes números significam crescimento de 12% em relação ao mesmo período de 2012. Mato Grosso do Sul foi elencado entre os Estados que mais encaminharam embalagens, além de Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul, que juntos correspondem a 70% do total devolvido pelos agricultores no Brasil.

 

Já na avaliação de crescimento (adesão ao sistema), Rio Grande do Norte, Rondônia, Maranhão e Piauí obtiveram os maiores percentuais no período analisado. A expectativa do Inpev é destinar de forma ambientalmente adequada 40 mil toneladas de embalagens em 2013, lembrando que em 2012 o número chegou a 37.390 toneladas.

 

Sobre o instituto - O Inpev é uma entidade sem fins lucrativos criada pela indústria fabricante de agrotóxicos para realizar a gestão pós-consumo das embalagens vazias de seus produtos de acordo com a Lei Federal nº 9.974/2000 e o Decreto Federal nº 4.074/2002. A legislação atribui a cada membro da cadeia, agricultores, fabricantes e canais de distribuição, responsabilidades compartilhadas que possibilitam o funcionamento do sistema Campo Limpo.

 

O instituto foi fundado em dezembro de 2001 e entrou em funcionamento em março de 2002. Atualmente possui mais de 90 empresas e 10 entidades em seu quadro associativo.

 

Veja também