Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Diante da torcida, Palmeiras vence o Boa e é campeão da Série B

Futebol

16 NOV 2013
Folha de São Paulo
18h40min
Foto: Vinícius Pereira

Já de volta à Série A, o Palmeiras, enfim, comemorou o título da segunda divisão neste sábado, quando venceu o Boa Esporte por 3 a 0, no Pacaembu, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe alviverde chegou aos 76 pontos e não pode mais ser alcançada pela Chapecoense, vice-líder, que também subiu. Restam duas partidas para o fim da competição.

Assim como vem ocorrendo nos jogos da Série A, após o apito inicial, os jogadores trocaram passes de um lado para o outro durante 30 segundos, aderindo aos protestos do movimento Bom Senso F.C.

Aos 28 min do primeiro tempo, Wendel acreditou em uma bola perdida na direita e tocou para Felipe Menezes, que bateu rasteiro, e o goleiro Douglas deixou passar.

Na volta dos vestiários, aos 11 min, Charles acionou Leandro na esquerda, o atacante ameaçou o chute, e Douglas acreditou. Na sequência, ele driblou o goleiro e, com muita tranquilidade, empurrou para dentro da meta vazia.

O passe para o terceiro gol saiu dos pés do volante uruguaio Eguren, que acionou Juninho na esquerda. O lateral soltou uma bomba no canto curto e definiu o placar no Pacaembu.

Na próxima rodada, sábado, às 17h20, o campeão da Série B recebe o Ceará. No mesmo horário, o Boa enfrenta o Sport em casa.

O JOGO

Uma cobrança de falta de Alan Kardec no travessão, aos 3 min de partida, deu indícios de que a tarde seria de festa para os palmeirenses.

Mas o Boa entrou em campo disposto a estragar as comemorações. Marcelinho Paraíba respondeu logo em seguida, aos 5 min, quando aproveitou uma bola desviada pela zaga para cabecear firme, no chão. Fernando Prass defendeu em cima da linha.

Sentindo falta de Valdivia (com a seleção chilena) e Wesley (lesionado), os donos da casa encontraram dificuldade em criar boas jogadas. Em compensação, os visitantes não quiseram saber de retranca e chegaram mais vezes ao ataque.

Fernando Karanga, aos 27 min, quase abriu o placar no Pacaembu. Rafinha cruzou da direita, o atacante mergulhou na área e cabeceou a bola na rede, pelo lado de fora.

O dia, porém, era mesmo do Palmeiras.

No minuto seguinte, Wendel acreditou em uma bola perdida na direita, deixou Betinho a ver navios e tocou para Felipe Menezes, que chutou rasteiro. O goleiro Douglas deixou passar: 1 a 0.

Antes do intervalo, em cobrança de falta, Marcelinho Paraíba assustou Fernando Prass ao mandar a bola rente ao travessão.

A entrada de Charles no lugar de Wendel na etapa complementar deu vida ao meio de campo palmeirense, e o time cresceu muito de produção.

Leandro, aos 11 min, marcou o segundo gol dos paulistas. Charles acionou o atacante na esquerda, ele ameaçou o chute, e Douglas acreditou. Na sequência, o camisa 38 driblou o goleiro e, com muita tranquilidade, empurrou para dentro da meta vazia.

O lateral Juninho também balançou as redes, aos 31min, depois de bom passe de Eguren. Da esquerda, ele soltou uma bomba no canto curto de Douglas e definiu o placar no Pacaembu.

Uma bela defesa de Fernando Prass aos 44 min da etapa final coroou a conquista alviverde. Fernando Karanga arrematou da meia-lua, e o goleiro saltou bonito para manter a festa intacta.

Veja também