(67) 99826-0686
Origem - entregas

Diplomata japonês é esfaqueado no Iêmen

Assassinato

15 DEZ 2013
Reuters
12h49min

Homens armados esfaquearam um diplomata japonês na capital iemenita Sanaa neste domingo, quando ele resistiu a uma tentativa de sequestro perto de sua casa, disse uma fonte de segurança.

Este foi o mais recente de uma série de ataques contra estrangeiros no país árabe empobrecido, onde o governo está lutando para restaurar a lei e a ordem desde que o ex-presidente Ali Abdullah Saleh se afastou no final de 2011, após protestos em massa no país.

Segundo informações da fonte, o diplomata estava em uma condição estável no hospital depois de ter sido esfaqueado na cabeça e na mão com um punhal.

Um táxi transportando dois homens armados parou em frente ao carro do diplomata, enquanto ele dirigia sozinho a caminho da embaixada. Ele sofreu um ataque a faca, segundo um porta-voz da embaixada japonesa em Sanaa disse à Reuters por telefone.

O diplomata, que é o segundo secretário da embaixada, levou várias facadas, disse ele.

"Eu o vi depois do ataque... Ele está no hospital agora para o tratamento e controle", disse o porta-voz , acrescentando não saber se o ataque teria sido uma tentativa de sequestro do diplomata.

Vários estrangeiros, incluindo funcionários da embaixada, foram mortos ou sequestrados este ano por grupos armados no Iêmen.

Tribos descontentes muitas vezes fazem reféns para pressionar o governo a libertar parentes presos ou melhorar os serviços públicos. Militantes islâmicos ligados à Al Qaeda estariam por trás de alguns dos sequestros.

Além de ser a base para a Al-Qaeda na Península Arábica, o Iêmen também está às voltas com ataques contra suas forças de segurança, com uma rebelião no norte e separatistas no sul.

Veja também