Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
Camara - corona
Geral

Dirceu, Genoino e Delúbio são transferidos de prisão em Brasília

Supremo Tribunal Federal

18 novembro 2013 - 18h20Por Reuters

O ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro da legenda Delúbio Soares foram transferidos nesta segunda-feira (18) para o Centro de Progressão Penitenciária em Brasília, onde presos que estão no regime semiaberto cumprem suas penas, informou o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

O juiz encarregado da execução das penas dos condenados na ação penal do mensalão ainda deve decidir nesta segunda sobre o regime de cumprimento da pena dos três réus, informou o TJDFT.

Os três petistas foram condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão e, após decisão do ministro do STF e relator do processo, Joaquim Barbosa, pelo início imediato do cumprimento da pena, se entregaram à Polícia Federal na sexta, nos casos de Dirceu e Genoino, e no sábado, no de Delúbio.

Os três foram condenados por corrupção e formação de quadrilha, mas ainda podem recorrer da segunda condenação. Mesmo com as duas condenações, a pena imposta a Genoino implicaria regime prisional semiaberto.

Dirceu e Delúbio teriam de iniciar o cumprimento de suas penas em regime semiaberto, já que ainda cabe recurso à condenação por formação de quadrilha.

Os três, no entanto, estavam mantidos em regime fechado desde que chegaram a Brasília no fim de semana, o que gerou reclamações da defesa e críticas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Leia Também

VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Geral
VÍDEO: para rebater Bolsonaro, JN aciona 'plantão' sem necessidade e divulga dados da covid
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
Cidade Morena
Ministro Marco Aurélio autoriza Jamil Name a voltar para presídio do MS
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
Geral
TRÁGICO: brasileiros mortos pela covid-19 já passam dos 35 mil
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia
Geral
ABSURDO: Fachin proíbe operações policiais em favelas do Rio durante pandemia