Menu
quinta, 22 de outubro de 2020
Geral

Educação transfere conferência para novembro

Nacional

24 janeiro 2014 - 17h09Por Redação

O Fórum Nacional de Educação (FNE) adiou a 2ª Conferência Nacional de Educação (Conae). A conferência, marcada para 17 a 21 de fevereiro, em Brasília, foi reagendada para 19 a 23 de novembro de 2014, depois das eleições presidenciais. A decisão foi divulgada hoje (24).

Em nota, o FNE lamenta o adiamento e diz que isso foi feito "por decisão administrativa do Ministério da Educação". Diz também que todas as etapas necessárias para a promoção da etapa nacional da Conae 2014, em fevereiro, foram cumpridas.

"Reconhecemos o prejuízo desta postergação, dada à tramitação do PNE [Plano Nacional de Educação] no Congresso Nacional, e toda a preparação vivenciada no ano de 2013, apresentando várias propostas que foram incorporadas no texto referência, frutos dos debates nas Conferências Municipais, Intermunicipais, Estaduais e Distrital", diz a nota.

Na conferência deverá ser discutida a implementação do PNE, que define metas para a educação para os próximos dez anos. O texto foi aprovado pelo Senado no final de 2013. Como foram feitas mudanças, o PNE passará novamente pela Câmara dos Deputados. A previsão é que o projeto seja votado quando os parlamentarem retomarem as atividades, no início de fevereiro do ano que vem.

Leia Também

Aliado de Bolsonaro, senador Arolde de Oliveira morre por complicações da covid-19
Geral
Aliado de Bolsonaro, senador Arolde de Oliveira morre por complicações da covid-19
Candidatos falam de transporte, saúde e esporte em horário eleitoral noturno
Cidade Morena
Candidatos falam de transporte, saúde e esporte em horário eleitoral noturno
Simão, o 'motorista dos jornalistas' precisa de ajuda para tratar visão afetada pela tireoide
Cidade Morena
Simão, o 'motorista dos jornalistas' precisa de ajuda para tratar visão afetada pela tireoide
Ex-vereador cassado, Delei Pinheiro tem candidatura barrada pela Justiça em Campo Grande
Cidade Morena
Ex-vereador cassado, Delei Pinheiro tem candidatura barrada pela Justiça em Campo Grande