Menu
Busca quarta, 08 de abril de 2020
ALMS 23/03 A 21/04
Geral

Em MS, indígenas querem derrubar “homem do megafone” da Funai

O militar reformado foi nomeado coordenador regional da Funai-MS ao início do mês

27 fevereiro 2020 - 19h00Por Rayani Santa Cruz

O capitão reformado do Exército Brasileiro, José Magalhães Filho, 75 anos, que assumiu o cargo de coordenador regional da Funai no MS, no dia 3 de fevereiro, está sendo processado por indígenas do Conselho do Povo Terena de Mato Grosso do Sul.

Os indígenas alegam que José não tem capacidade técnica para o cargo e que não conhece as necessidades da comunidade. Além disso, ele teria comentado, durante entrevista, que “vai entregar indiozinhos” para namorar com “um pretinho, um branquinho”.

Em reportagem da revista Fórum, lideranças Terena disseram que o pedido de suspensão do “Homem do Megafone” é devido aos “riscos de danos irreparáveis” contra a política indigenista brasileira.

“A nomeação desse militar com recurso retrógrado e anti-indígena é parte da política etnocida que está sendo implementado pelo governo Bolsonaro contra os povos indígenas”, disse Eloy Terena, assessor jurídico da Apib, em entrevista à Fórum.

Leia Também

Marquinhos lamenta desrespeito nos ônibus e Consórcio garante: 'só passageiros sentados'
Cidade Morena
Marquinhos lamenta desrespeito nos ônibus e Consórcio garante: 'só passageiros sentados'
'Tá tudo certo entre nós. Parabéns ao ministro', diz Bolsonaro após reunião com Mandetta
Geral
'Tá tudo certo entre nós. Parabéns ao ministro', diz Bolsonaro após reunião com Mandetta
TAPA NO VISUAL: salões de beleza vão reabrir, mas com regras, anuncia Marquinhos Trad
Cidade Morena
TAPA NO VISUAL: salões de beleza vão reabrir, mas com regras, anuncia Marquinhos Trad
Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de coronavírus
Saúde
Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de coronavírus