TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Enem será aplicado para mais de mil detentos em MS no dia 13 e 14

Na Capital, o exame será aplicado a 421 reeducandos

9 DEZ 2016
Notícias MS
14h52min
Foto: Divulgação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pessoas privadas de liberdade acontece nos dias 13 e 14 deste mês. Este ano, as provas serão aplicadas para 1.232 custodiados da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), em 34 unidades prisionais. Além desses números, também realizam o exame em Mato Grosso do Sul adolescentes infratores e presos do Presídio Federal.

Na Capital, o exame será aplicado a 421 reeducandos, recolhidos no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho (Máxima), Instituto Penal de Campo Grande, Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, Centro de Triagem “Anísio Lima”, Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, na unidade de semiaberto feminina e na Casa do Albergado.

As provas, também, serão aplicadas nos presídios de Amambai, Aquidauana, Bataguassu, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Dourados, Dois Irmãos do Buriti, Jateí, Jardim, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas, para um público de 811 custodiados.

Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, Anízio Teixeira – INEP/MEC, repassados por meio da Divisão de Educação, informa o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia.

O diretor de Assistência Penitenciária da Agepen, Gilson de Assis Martins, destaca que a realização das provas nas unidades penais proporciona às pessoas, que se encontram em privação de liberdade, a oportunidade de participarem do exame que será utilizado para certificar a conclusão do ensino médio daqueles que ainda não possuem, bem como a possibilidade do acesso ao ensino superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a obtenção de bolsas no Programa Universidade para Todos (ProUni).

De acordo com a chefe da Divisão de Educação da Agepen, Rita de Cássia Argolo Fonseca, a certificação pode ser solicitada pelos inscritos que tenham alcançado 450 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento avaliadas, além de 500 pontos na redação.

Conforme o Inep, responsável pela realização do Exame, a prova voltada às pessoas em situação de prisão segue o mesmo formato do Enem regular. O que muda é o conteúdo das questões.

No dia 13 de dezembro, serão aplicadas as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. A aplicação do exame terá início às 12h30 e termina às 17 horas (horário local).

As provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias serão realizadas no dia 14, a partir das 13h, com cinco horas e meia de duração, também levando em consideração o horário de Mato Grosso do Sul.

Veja também