Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
ALMS
Geral

'Estava sem nada em casa': moradores recebem cestas básicas e agradecem apoio da Defensoria Pública

As entregas aconteceram na última quarta e quinta-feira

10 abril 2020 - 16h45Por Willian Leite

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Adep-MS (Associação dos Defensores Públicos de Mato Grosso do Sul), encerrou nesta quinta-feira (9) as entregas de 720 cestas básicas e 140 kits de higiene, em apoio ao isolamento social contra o avanço do novo coronavírus. A ação beneficiou indígenas de duas aldeias e moradores de cinco comunidades da Capital.

Todos os alimentos e produtos de higiene são resultado de uma campanha interna de arrecadação de dinheiro entre defensoras e defensores públicos.

O defensor público-geral, Fábio Rogério Rombi da Silva, reforçou a importância do isolamento social e agradeceu a recepção dos moradores.

“Com a quarentena está tudo fechado e a população não consegue os recursos financeiros do dia a dia. Sabemos que é uma situação que acaba chegando em tristes quadros de falta de alimentos. Pensando nisso, nós nos reunimos e cada defensor e defensora doou um valor. Com esse dinheiro nós compramos as cestas básicas e kits de higiene para entregar em alguns pontos de Campo Grande”, frisou o defensor público-geral.

As entregas aconteceram nessa quarta e quinta-feira e contaram com a presença da primeira subdefensora-geral, Patrícia Elias Cozzolino de Oliveira; da segunda subdefensora pública-geral, Valdirene Gaetani Faria; da chefe de Gabinete, Maria Rita Barbato; e do presidente da Adep/MS, João Miguel de Souza.

No primeiro dia, a ação entregou 80 cestas básicas na Aldeia Água Bonita e outras 250 na Aldeia Tarsila do Amaral. A cacica Alicinda Terena, da Aldeia Tarsila do Amaral, agradeceu as doações e ressaltou a importância da ajuda, neste momento de quarentena, já que os terenas são empreendedores e as vendas estão paradas.

“Produzimos cerâmica, aqui temos artesãos e feirantes que não podem sair para vender. Muitas famílias são lideradas por mulheres que também trabalham como diaristas e em supermercados, está tudo parado. Além disso, temos nossa população idosa e muitos estudantes e acadêmicos”, frisou a cacica.

No período da tarde, no Bairro Bom Retiro, a organização para entrega de cestas rendeu até marcação na rua de terra, para manter distância segura das pessoas, uma das medidas contra a transmissão do Covid-19, o novo coronavírus.

Por lá foram entregues cerca de 176 cestas básicas e kits de higiene. O pedreiro Alfredo Armoa, de 34 anos, e a esposa Geni Alves da Silva, de 40 anos, que está grávida de três meses, não perderam a oportunidade.

“Estava desempregado e agora que consegui um bico, a obra parou. A comida estava fazendo falta, estava sem nada em casa e essa ajuda veio em boa hora. A situação está difícil porque, além do Vitor Hugo de três anos, minha esposa está grávida”, disse o pedreiro.

Equilibrando a cesta básica na cabeça, a aposentada Santina Vilmes, de 66 anos, que sustenta uma casa sozinha e mora no Bom Retiro há quatro anos agradecia o apoio da Defensoria. “Essa ajuda da Defensoria veio de Deus. Estou muito feliz”, disse.

Já na Cidade de Deus, os defensores e defensoras entregaram cerca de 90 cestas e kits de higiene. A dona de casa Claudia de Souza Campos, de 46 anos, foi uma das responsáveis por organizar listas de moradores.

“Organizar o pessoal para a ação foi tranquilo porque dividimos em listas, a dos catadores do lixão, as mães das crianças da escolinha, que todo ano recebem o presente, e demais pessoas que estão passando por dificuldades hoje atingiram 89 moradores”, disse a moradora.

Nesta quinta-feira (9), as entregas beneficiaram 50 famílias do Bairro Vespasiano Martins, 80 no Jardim Canguru, 18 famílias que atuam na reciclagem no Bairro Rita Vieira e outras 33 do Parque do Lageado.

Leia Também

Mulher morre em batida de caminhão e carro na BR-163
Interior
Mulher morre em batida de caminhão e carro na BR-163
Homem de 77 anos com suspeita de covid morre em São Gabriel D’Oeste
Cidades
Homem de 77 anos com suspeita de covid morre em São Gabriel D’Oeste
Grupo de pagode Buxixo faz live solidária com grandes sucessos dos anos 90
Cidade Morena
Grupo de pagode Buxixo faz live solidária com grandes sucessos dos anos 90
18 meses após tragédia, Bombeiros encontram mais um corpo em Brumadinho
Geral
18 meses após tragédia, Bombeiros encontram mais um corpo em Brumadinho