TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
segunda, 19 de abril de 2021
Geral

Estudante que matou gamer vira réu e vai fazer teste de insanidade

Guilherme está sendo acusado por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e meio cruel

27 fevereiro 2021 - 17h50Por Nathalia Pelzl

A Justiça de São Paulo aceitou o pedido do Ministério Público e decidiu que o estudante Guilherme Alves Costa, 18 anos, assassino confesso da jogadora profissional de games Ingrid Oliveira Bueno da Silva, 19 anos, seja indiciado. 

O crime aconteceu na última segunda-feira (22), na casa dele, em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo. 

A Promotoria ainda pediu a realização de um exame de insanidade mental no jovem, que está preso preventivamente após confessar o crime.

De acordo com a acusação, o assassino usou uma faca e uma espada para matar Ingrid. 

Guilherme está sendo acusado por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e meio cruel. 

O juiz Adilson Paukoski Simoni, da 5ª Vara do Júri do Foro Central Criminal, autorizou a quebra de sigilo de dados do celular de Guilherme, que agora é réu, para apurar se o jovem agiu sozinho ou se há mais pessoas que podem ser vítimas em potencial, uma vez que o acusado havia dito que era “um soldado de um exército”.