Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Geral

Famílias carentes terão direito a túmulos 'sociais'

Túmulos sociais em gavetas estarão disponíveis a partir de 1º de maio e será de caráter temporário, pelo prazo previsto em lei de 42 meses

23 abril 2019 - 15h51Por Da redação/JP News

A partir do dia 1º de maio, famílias de baixa renda de Três Lagoas que não tenham condições de pagar despesas com sepultamento, terão direito ao auxílio funeral da prefeitura. A primeira etapa das obras de construção de túmulos triplos para sepultamento social no Cemitério Municipal “Santo Antônio”, está em fase final de acabamento. As obras foram iniciadas em janeiro deste ano.

Ao todo, serão construídos mais de 600 túmulos para sepultamento social. Nesta primeira etapa serão 265 túmulos. O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) disse que ficou sensibilizado com a situação de famílias carentes que não tinham condições de arcar com as despesas do sepultamento. A cessão do túmulo social é de caráter temporário, pelo prazo previsto em lei de 42 meses, conforme decreto.

Após este período, a família deverá adquirir túmulo particular, deixando a gaveta disponível. Caso contrário, os restos mortais serão enviados para um ossário que também será construído. De acordo com o prefeito, a construção desses túmulos põe fim, inclusive, a uma série de denúncias envolvendo sepultamentos no cemitério municipal. A comercialização de túmulos no local, sempre foi alvo de reclamações.

Leia Também

Mulher é encontrada morta em banheiro de residência no Nova Campo Grande
Polícia
Mulher é encontrada morta em banheiro de residência no Nova Campo Grande
Clima 'geladinho' começa a deixar MS e temperaturas voltam a subir
Cidades
Clima 'geladinho' começa a deixar MS e temperaturas voltam a subir
Com paralisia cerebral, Mari precisa de ajuda pra continuar fisioterapia
Cidade Morena
Com paralisia cerebral, Mari precisa de ajuda pra continuar fisioterapia
Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
Interior
Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim