Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Fifa admite rever horários de jogos da Copa 2014 por calor

Copa do Mundo

22 NOV 2013
Folha de São Paulo
16h46min
Foto: Divulgação

A Fifa pode reconsiderar sua decisão de realizar alguns jogos da Copa de 2014 no começo da tarde em cidades quentes, indicou o presidente da entidade, Joseph Blatter, nesta sexta-feira (22), depois de se encontrar com o papa Francisco, no Vaticano.

Blatter disse que a entidade que dirige o futebol mundial recebeu uma série de solicitações para repensar a sua decisão que irritou, entre outros, o sindicato internacional dos jogadores, FIFPro.

"Essa é uma boa pergunta, vou levar a questão novamente, vamos ter uma reunião não só do comitê organizador, mas do comitê executivo da Fifa (em dezembro), em Salvador" disse ele a repórteres. "Recebemos diferentes argumentos, cartas e solicitações relativos ao calendário que foi estabelecido, mas que ainda não foi sancionado", afirmou. "Vamos falar sobre isso."

O dirigente, porém, não explicou o que fazer com os ingressos já vendidos caso resolva mudar os horários das partidas. Segundo a Fifa, já foram vendidos cerca de 1,1 milhão de bilhetes.

Entre junho e julho, as temperaturas médias em cada cidade-sede são as seguintes:

Manaus (que receberá quatro jogos): de 23ºC a 31ºC

Fortaleza (seis partidas, sendo uma do Brasil na primeira fase): de 22,1ºC a 29,3ºC

Natal (quatro partidas): de 20,9ºC a 29ºC

Recife (cinco partidas): de 21,6ºC a 28,8ºC

Salvador (seis jogos): de 22,1ºC a 26,5ºC

Cuiabá (quatro partidas): de 17,5ºC a 30,7ºC

Brasília (sete partidas, sendo uma do Brasil na primeira fase): de 13,3ºC a 25,2ºC

Belo Horizonte (seis jogos): de 13,4ºC a 25ºC

Rio de Janeiro (sete partidas): de 18,7ºC a 25,2ºC

São Paulo (seis jogos, sendo o de abertura do Brasil): de 12,4ºC a 21,8ºC

Curitiba (quatro partidas): de 8ºC a 19ºC

Porto Alegre (cinco jogos): de 10,7ºC a 19,4ºC

Mudança de planos

Em 6 de dezembro vai acontecer o sorteio das chaves para o Mundial, na Costa do Sauípe, na Bahia.

No ano passado, Blatter minimizou as críticas de que algumas partidas foram marcadas para a parte mais quente do dia.

"A história do futebol tem mostrado que grandes jogadores podem jogar em todas as condições", disse na ocasião.

"No México, em 1970 e 1986, nós jogamos ao meio-dia, a 2.400 metros e a qualidade do jogo não sofreu", disse.

"Você sabe que em condições difíceis você pode parar o jogo, você pode esfriar, e há bebidas. Você vai se lembrar que há 25 anos os árbitros diziam que era proibido beber água durante as partidas e, agora, tudo foi alterado", completou.

Embora a Copa, que ocorrerá de 12 de junho a 13 de julho, seja disputada no inverno em algumas regiões do Brasil, as condições tropicais prevalecem no norte e nordeste do país, e há duas partidas marcadas para as 13h em cada uma das seguintes cidades: Natal, Salvador e Recife, além de uma Fortaleza. Haverá também dois jogos às 15h, em Manaus.

Veja também