Menu
domingo, 29 de novembro de 2020
Geral

Foi pressão? Anvisa libera 6 milhões de doses da vacina chinesa em SP

Diretor do Instituto Butantan fez acusações contra o órgão

23 outubro 2020 - 17h39Por Thiago de Souza

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, liberou, nesta sexta-feira (23), a importação de seis milhões de doses da vacina Coronavac, contra a covid-19. O imunizante será produzido pelo Instituto Butantan, em São Paulo. 

No total, diz o G1, o governo paulista fechou contrato com a Sinovac, farmacêutica chinesa, para a aquisição das 46 milhões de doses da CoronaVac. Essas primeiras 6 milhões virão prontas da China e as outras 40 milhões serão envasadas e rotuladas no Instituto Butantan a partir de material que será importado.

Nesta sexta-feira, antes da liberação da Anvisa, o diretor do Instituto, Dimas Covas, anunciou que o cronograma estipulado pelo governo paulista, para a produção da Coronavac, estaria mantido, mesmo tendo como incerta a liberação da vacina ou de matéria-prima para a fabricação por parte da Anvisa. 

No mesmo dia, a agência negou o entrave e liberou a compra das doses, mas a questão da importação da matéria-prima ainda não foi esclarecida. Para Dimas, essa é a maior urgência, já que a linha de produção do Instituto está parada à espera dos insumos. 
 

Leia Também

Brasil tem novas 587 mortes pelo covid em 24h
CORONAVÍRUS
Brasil tem novas 587 mortes pelo covid em 24h
Final Feliz! Seu Manoel é encontrado pela Polícia Civil e família agradece ajuda de todos
Cidade Morena
Final Feliz! Seu Manoel é encontrado pela Polícia Civil e família agradece ajuda de todos
Silvio Pitu promete mandato participativo e qualidade ao invés de quantidade
Política
Silvio Pitu promete mandato participativo e qualidade ao invés de quantidade
Após término com Luan Santana, Jade Magalhães para de segui-lo nas redes sociais
Geral
Após término com Luan Santana, Jade Magalhães para de segui-lo nas redes sociais