ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Governo do Estado aprova piso salarial de 20 horas semanais para educadores

Negociação salarial

16 DEZ 2013
Aline Oliveira
19h21min
Foto: Assessoria de Imprensa

 

Em reunião realizada hoje (16), o conselho de presidentes da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) aprovou a política salarial para o magistério da rede Estadual de Ensino, proposta pelo governo do Estado.

 

A entidade é composta por representantes dos 72 sindicatos municipais dos trabalhadores em educação (Simted’s) e com a aprovação da categoria, Mato Grosso do Sul será o primeiro Estado brasileiro a ter uma política para receber o piso por 20 horas semanais. “Nenhuma unidade da federação conseguiu avançar neste sentido ainda, por isso consideramos mais uma conquista da nossa categoria e sem dúvidas muitos avanços ainda estão por vir, mas a valorização profissional que vamos ter em MS servirá de exemplo nacional”, afirmou o presidente da Fetems, Roberto Magno Botareli Cesar.

 

Cabe destacar que o governo do Estado refez a proposta da categoria, após paralisação das escolas públicas no último dia 3 de dezembro e o anúncio de que os trabalhadores em educação iniciariam o ano letivo de 2014 em greve. Os profissionais em educação reivindicavam avanço nas negociações para implantação do piso por 20 horas e o reajuste salarial do piso nacional.

 

Atualmente, o governo paga R$ 1.810,05 por 40 horas semanais aos cerca de 20 mil professores da Rede Estadual de Ensino. Com a aprovação a greve marcada pela categoria foi suspensa.

 

Na tarde de hoje, uma comissão da Fetems se reuniu com o governador André Puccinelli para repassar a decisão da categoria para que o Executivo Estadual encaminhe o projeto de Lei para a Assembleia Legislativa amanhã (17).

 

Fonte: Ascom Fetems

 

Veja também