(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Hospital Casssems de Campo Grande completa 30 dias de funcionamento aliando tecnologia e humanização

O Hospital é um marco para a saúde do Estado e referência em procedimentos de alta complexidade

11 NOV 2016
Vinícius Squinelo
15h42min
Foto: Ernesto Franco


O Hospital Cassems de Campo Grande iniciou atendimento no último dia 10 de outubro e, após trinta dias de funcionamento, a Unidade Hospitalar já realizou mais de 2.500 consultas, 200 internações e 130 cirurgias. Com 14 mil m², o Hospital Cassems da Capital já é um marco para a saúde do Estado e referência em procedimentos de alta complexidade. 
 
O diretor de Unidades Hospitalares da Cassems, Flávio Stival, destaca que o Hospital da Caixa dos Servidores na Capital supre uma necessidade da população por um atendimento de qualidade.
 
“A expectativa pela abertura do nosso Hospital, por parte dos nossos beneficiários e da população em geral, era bem grande, então nós tivemos uma demanda de atendimento significativa. Nós percebemos que a população tem uma carência muito grande de atendimento de qualidade e o nosso hospital vem preencher essa lacuna”, conta Stival.
 
De acordo com a infectologista e diretora técnica do Hospital Cassems de Campo Grande, Priscilla Alexandrino, a Unidade Hospitalar recebeu, nos primeiros dias, uma procura acima do esperado. 
 
“A demanda está bem maior do que nós imaginávamos. Nesse primeiro mês nós tivemos um fluxo grande no pronto atendimento adulto e também no pediátrico e acreditamos que esse volume de atendimento vai aumentar bastante e estamos preparados para isso. O Hospital Cassems quer ser uma referência em Mato Grosso do Sul e estamos caminhando para que isso aconteça”, analisa Priscila.
A professora aposentada Josefa Zélia da Silva Ferreira está com a mãe internada há 20 dias no Hospital e, para ela, um hospital bem estruturado e com atendimento humanizado traz o maior conforto para quem passa por momentos delicados como o dela.
 
“Desde o primeiro momento, o atendimento foi muito rápido. A minha mãe chegou de ambulância e foi direto para a ala vermelha e, daí em diante, as enfermeiras e os médicos deram total atenção a minha mãe que estava num quadro bem complicado. Várias famílias passam por essa situação e quando isso acontece é importante ter um hospital com estrutura, com um ótimo atendimento para dar um conforto melhor, tanto para o paciente quanto para o acompanhante”, avalia Zélia.
Para o presidente da Caixa dos Servidores, Ricardo Ayache, em 30 dias, o Hospital Cassems de Campo Grande exerceu sua principal vocação, que é ser referência em procedimentos simples e complexos.
 
“Estamos completando um mês de atendimento e a avaliação do primeiro mês de funcionamento do hospital é extremamente positiva. Tivemos que realizar alguns ajustes na primeira e na segunda semana, mas agora está tudo funcionando na absoluta normalidade e o hospital passa a funcionar para aquilo que ele é vocacionado, que é atender desde os caos mais simples até os mais complexos sempre com muita qualidade”, explica o presidente.
 
Ayache também salienta os números de atendimento da Unidade Hospitalar em um mês e destaca que além da estrutura de ponta, o Hospital também oferece um atendimento humanizado.
 
“Em 30 dias, realizamos mais de 2.500 consultas, mais de 130 cirurgias e mais de 200 pacientes estiveram internados. Nós já realizamos cirurgias neurológicas, cirurgias cardíacas, angioplastia coronariana, isso mostra que o Hospital passa atender aquilo que nós propusemos desde o início, que é um atendimento com qualidade técnica excepcional, mas também com a preocupação de humanizar o atendimento a cada beneficiário que aqui procurar soluções para o seu problema de saúde”, finaliza Ayache.
 
Estrutura
 
O Hospital Cassems de Campo Grande possui 10 salas cirúrgicas, sendo uma obstétrica e uma equipada com telemedicina, 111 leitos de internação, Pronto Atendimento, Centro de Quimioterapia, UTIs Adulto e Neonatal, Centro de Diagnóstico e uma equipe de 300 profissionais, sendo capaz de atender cerca de mil pacientes por dia. A Unidade Hospitalar está toda equipada, com a sua estrutura física pronta e as alas entrarão em funcionamento de forma gradativa, estratégica e com muita responsabilidade, colocando sempre em primeiro lugar a qualidade do atendimento e a segurança do beneficiário da Caixa dos Servidores. No primeiro trimestre de 2017, o Hospital estará funcionando na sua totalidade com a abertura do atendimento da UTI Neonatal e da Maternidade.
 
A Unidade Hospitalar conta com tecnologia de ponta, com a incorporação da mais moderna infraestrutura lógica e a utilização de fibra ótica em todos os ambientes. Todos os leitos, UTI’s, boxes de atendimento e salas cirúrgicas possuem pontos para conectividade dos equipamentos médicos. A sala cirúrgica de telemedicina é uma tecnologia inédita no Estado e está alinhada com os grandes hospitais do Brasil e do mundo, onde o procedimento cirúrgico é exibido em duas telas de 50 polegadas, sendo que uma delas pode ser usada para exibição de exames de imagem, além de possibilitar um sistema de comunicação entre a equipe médica. Todo o sistema da sala cirúrgica de telemedicina é controlado por meio de tablets. Num futuro breve, a maioria dos exames médicos, prescrições e evoluções clínicas ocorrerão da beira do leito para uma nuvem, possibilitando assim, o monitoramento dos pacientes em tempo real.

 

Veja também