TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Geral

Informação que H1N1 matou mais que Coronavírus é Fake

Publicação viral coloca dados de alguns dias do coronavírus contrapostos aos de vários meses do H1N1

26 março 2020 - 11h52Por Dany Nascimento

É falsa as informações que circulam na internet de que o surto de H1N1 no Brasil, em 2009, matou muito mais gente quando chegou ao país que o do novo coronavírus neste mesmo período.

Segundo o G1, uma publicação mostra, inclusive, uma estatística que contrapõe duas mortes agora a mais de 2 mil na época. É #FAKE. A mensagem falsa diz: “Os dados não mentem. Entenda como a mídia esquerdista manipula a sua vida”.

O pastor Silas Malafaia é uma das pessoas que compartilhou a publicação para defender a manutenção de igrejas aberta.

Na comparação divulgada, é possível perceber que o surto de gripe suína, como ficou conhecida, deixou 58.178 infectados, com 2.101 mortos. Quando se refere à situação atual, o quadro usa o número de registros contabilizados até o dia 18 de março no Brasil – 394 infectados e duas mortes (na verdade, os óbitos neste dia já chegavam a 4).  

Ainda conforma o G1, a questão é que os períodos de tempo não são comparáveis. O primeiro dado é bem próximo ao número total de casos de H1N1 registrados no país em 2009 e 2010 juntos: 59.867. O número de mortes (2.173), também. Ou seja, quase dois anos de doença (já que o primeiro caso de H1N1 foi registrado em maio).