(67) 99826-0686
Camara - marco

Programa Inova Talentos está com inscrições abertas até 19 de dezembro

Capacitação

12 NOV 2013
Redação
17h10min
Divulgação

O IEL (Instituto Euvaldo Lodi) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) estão promovendo o programa Inova Talentos, e vai oferecer até 2015, mil bolsas para estudantes do último ano da graduação e para recém-formados desenvolverem projetos inovadores nas empresas.

 

Os interessados podem se inscrever até 19 de dezembro pelo endereço eletrônico www.portaldaindustria.com.br/iel/canal/inova-talentos. Os projetos inscritos passarão por processo de seleção e as empresas, cujos projetos forem aprovados, receberão bolsistas pagos pelo CNPq, que investirá R$ 29 milhões nas bolsas.

 

Segundo o superintendente do IEL, Bergson Amarilla, a expectativa é de que pelo menos 15 empresas sul-mato-grossenses participem do Inova Talentos. "Nós queremos atender indústrias que já desenvolvem projetos na área de inovação. O Inova Talentos vem para colaborar para desenvolver projetos em andamento que precisem desses profissionais, por isso a nossa expectativa é muito boa com relação à participação das empresas de Mato Grosso do Sul", declarou.

 

O coordenador do Inova Talentos em Mato Grosso do Sul, Luís Alberto Pereira, reforça que o programa veio ao encontro da necessidade das empresas de qualificar pessoas para o desenvolvimento de inovações com o objetivo de melhorar a competitividade no mercado, sem o alto custo de contratação de outros profissionais de pesquisa, o que normalmente acontece e estão cada vez mais escassos.

 

"As empresas que se antecipam às demandas e estão sempre investindo em projetos de novos produtos e serviços ou em melhoria qualitativa dos produtos já existentes ganham dianteira em relação à concorrência e conseguem aumento do faturamento, consequentemente, enxergam nestas bolsas oportunidades de investimento com redução de custos com capital humano em PDI. Para conseguir beneficiar também as empresas de menor porte o IEL está oferecendo um parcelamento para o pagamento da contrapartida financeira", detalhou Luís Pereira.

 

Fonte: Fiems

 

Veja também