TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
ELEIÇÕES OAB/MS

Isolado e sem cargo, vice-presidente da OAB/MS abandona chapa

Gervásio Alves está afastado do cargo após investigação policial ser divulgada

20 outubro 2021 - 19h05Por Vinicius Squinelo

O advogado Gervásio Alves dos Santos, vice-presidente afastado da OAB/MS, gravou vídeo em seu Instagram para informar que não vai apoiar a chapa de Bitto Pereira ao comando da entidade. Ele alega que não concorda com os nomes escolhidos para a sucessão de Mansour Karmouche, atual presidente. Gervásio está afastado do cargo desde o início do ano, após a divulgação de que estaria sendo investigado pela Polícia Civil, com denúncia aceita pela Justiça. Os afastamentos foram solicitados pelo próprio e acatados pela diretoria da OAB/MS.

O comunicado trouxe diversos comentários de apoiadores da oposição, da chapa de Rachel Magrini e de Giselle Marques, comemorando o feito e outros citando o fato a desentendimentos de Gervásio com a diretoria atual. 

Gervásio está afastado do cargo, por iniciativa própria, desde setembro. Ele estaria sendo investigado pela DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) e respondendo na Justiça Estadual. No início deste ano, o caso veio à tona.

O inquérito foi relatado pela Polícia Civil e encaminhado para o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). Ela foi recebida pela Justiça no dia 05 de fevereiro e permanece em sigilo.

Na ocasião, a OAB/MS informou que não havia tomado detalhes dos fatos, por conta do sigilo, mesmo solicitando informações à Polícia e à Justiça:

“A OAB/MS aguarda resposta contendo a descrição ou o compartilhamento formal de informações mínimas das autoridades competentes para que possa tomar as providências cabíveis e apropriadas ao caso, sempre observados os princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa”.

Foi o segundo afastamento de Gervásio, que havia pedido licença no mesmo molde em junho de 2020. Segundo fontes da advocacia, foi o início do processo de estupro que ocasionou o primeiro afastamento solicitado pelo advogado.

Eleições

No vídeo divulgado na noite de terça-feira (20), Gervásio destaca várias conquistas da atual gestão e pondera que a diretoria não teria escolhido nomes para “retomar o eixo independente da Ordem”. Isso o fez decidir não apoiar a chapa liderada pelo conselheiro federal Bitto Pereira. O discurso do vídeo faz entender que ele não concordou com a montagem da chapa. Alguns advogados comentam que ele já não participava das decisões por conta do grave problema com a Justiça.

O advogado fez o comunicado em seu perfil do Instagram @gervasio.oliveira

No ano passado, de acordo com advogados que participam do processo eleitoral, o nome de Gervásio era o principal a ser o candidato à presidente, com apoio da diretoria. Até o momento que surgiram as primeiras denúncias do caso policial. “Ele virou um pária, não teria como ser candidato a cargo algum dentro da entidade”, explicou um dos envolvidos na disputa que não quis se identificar.

O vice-presidente não respondeu aos questionamentos. O presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche, também não se pronunciou a respeito do fato.

O licenciamento de Gervásio vai até o dia 20 de novembro, um dia após a eleição da OAB/MS.

Ofício com o afastamento do vice-presidente Gervásio Alves

 

Confira o vídeo:

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Gervásio Oliveira (@gervasio.oliveira)