(67) 99826-0686
Camara - marco

Jackson faz gol contra bizarro, mas Inter busca empate no Gre-Nal 398

Brasileirão

20 OUT 2013
Lancenet!
16h59min
Jogo foi muito disputado em Caxias. Foto: Ricardo Rimoli/Lancenet!Press

No Gre-Nal de número 398, o primeiro disputado fora de Porto Alegre na história do Brasileirão, o empate em 2 a 2 foi o placar mais justo. Disputado no estádio Centenário, em Caxias do Sul, neste domingo, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, os times fizeram um fraco primeiro tempo, mas uma ótima partida de futebol na segunda etapa, terminando no empate, que ficou de bom tamanho. Bom para o aniversariante Clemer, que estreou em clássicos como técnico do time principal e segue invicto no cargo.

O Colorado segue em novo, com 42 pontos e volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Atlético-PR pelo jogo da volta da Copa do Brasil. Já o Grêmio diminui a distância para o líder Cruzeiro para nove pontos, mas o time Celeste ainda joga neste domingo, contra o Coritiba. O Tricolor Gaúcho também volta a campo pela Copa do Brasil, contra o Corinthians, também na quarta-feira.

Jogo - Apesar dos grandes atrativos, o primeiro tempo do Gre-Nal não agradou. O forte calor em Caxias do Sul atrapalhou, fazendo com que os times criassem pouco e errassem muito. Apesar disso, no primeiro lance de maior perigo, Willians acertou. Souza deu espaço, o volante Colorado recebeu na intermediária e chutou forte no canto de Dida. Depois do gol, o jogo esfriou muito.

Com o resultado adverso, o Grêmio se via obrigado a ir para o ataque, mas sem muita qualidade, apesar dos três bons atacantes escalados por Renato Gaúcho. O Inter não chegou a se encolher no campo de defesa, mas quando saía para buscar o segundo gol, esbarrava na boa marcação dos volantes gremistas. Com o meio fechado, a opção era a lateral. Kleber veio pela canhota e cruzou para Damião, que não alcançou.

E este foi o último lance de perigo do Inter, que viu o Grêmio fazer uma mini-pressão aos 27. Vargas sofreu falta dura de Kleber e Alex Telles cobrou mal. Na sobra, cruzamento de Pará, Barcos dançou na frente da marcação e chutou travado. Novas bolas foram lançadas na área, mas a zaga Colorada conseguiu afastar.

Se o ataque gremista não conseguia finalizar contra o gol de Muriel, a zaga dos mandantes resolveu ''ajudar''. Assustado pela proximidade de Barcos em lançamento de Ramiro, Jackson foi tentar afastar e acabou encobrindo o goleiro Muriel. Um golaço. Pena, para o jovem zagueiro e todos os colorados, que contra.

No último lance, D'Ale, um tanto quanto apagado na primeira etapa, apareceu cobrando falta de longe. A bola fez muita curva e triscou a trave antes de sair pela linha de fundo.


Segundo tempo - A segunda parte do jogo, sim, foi digna de Gre-Nal, com muitas chances de gol. A zaga do Grêmio deu mostras de que teria dificuldades com o Inter. Logo no início da segunda etapa, vacilo de Saimon e quase que D'Ale se aproveita, mas a bola foi afastada no último instante. Pouco depois, um golaço e a virada gremista. Num contra-ataque fulminante, Ramiro e Kleber tabelaram após lindo passe de letra do primeiro, e o camisa 30 deu um belíssimo passe para Vargas, que driblou Muriel e guardou.

Assanhado, o Grêmio partiu para cima em busca do terceiro gol. Pará levantou na área, Souza subiu livre, livre, e quase fez o terceiro. A bola tirou tinta da trave. O estreante Clemer viu que precisava mexer e tirou o apagado Jorge Henrique para colocar Forlán. O Inter passou a ganhar mais o meio de campo e, dois minutos depois, D'Alessandro sofreu pênalti de Bressan. O próprio camisa 10 Colorado cobrou forte para empatar, fazendo seu décimo gol no Campeonato.

Os quinze minutos finais foram de muita emoção. Após cruzamento rasteiro na área, Dida vacilou e D'Alessandro estava pronto para virar o jogo, mas Riveros chegou na hora e afastou. Kleber, o atacante do Grêmio, fez boa jogada perto da meia-lua e chutou colocado no canto, obrigando Muriel a se esticar todo. E o mesmo ocorreu do outro lado, com uma bela finalização de Forlán de primeira. Dida caiu no cantinho para evitar.

No último lance do jogo, Alex Telles soltou uma patada, Muriel defendeu. Na sequência, Kleber tentou duas vezes e cruzou na cabeça de Souza, que mandou na rede pelo lado de fora, desperdiçando chance incrível.

Veja também