(67) 99826-0686
Festival inverno 18/07 a 19/07

Jaguar que atacou mulher que tentava tirar selfie não será sacrificado, garante zoológico

A mulher queria tirar uma selfie com o jaguar do zoológico

19 ABR 2019
Da redação / PortaldoAnimal
10h10min
Foto: Reprodução / PortaldoAnimal

Por vezes, as pessoas acabando esquecendo que agir despreocupadamente próximo a animais selvagens pode resultar em uma tragédia.

Basta lembrarmos do caso do gorila Harambe, há dois anos, que foi morto após um garoto de 4 anos entrar em seu cercado. O gorila, que estava dormindo em seus aposentos, foi executado para preservar a vida do menino.

Sua execução resultou em uma reação generalizada na sociedade, com diversas pessoas culpando a ineficiência do zoológico e dos pais do garoto, que permitiram inadvertidamente que ele entrasse na gaiola.

Infelizmente, algumas pessoas não aprenderam nada com esta história e continuam a entrar em situações perigosas por não obedecer às regras dos zoológicos.

Recentemente, uma jovem mulher que visitou o Zoológico do Arizona cometeu um erro que poderia ter sido fatal, para ela e para um animal envolvido.

A mulher queria tirar uma selfie com o jaguar do zoológico e, para isso, decidiu atravessar a barreira e chegou perigosamente perto do animal selvagem.

Foi quando o jaguar estendeu a mão e agarrou o braço da mulher descuidada com suas garras. A vítima sofreu arranhões profundos e foi levada para o hospital para tratar seus ferimentos.

Depois que essa história se tornou viral, as pessoas começaram a se perguntar o que aconteceria com a onça que atacou a visitante. O zoológico divulgou um comunicado lembrando às pessoas que essas barreiras são colocadas lá por uma razão específica e vital, e garantiu que a onça não será abatida.

Veja também