Menu
terça, 18 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Jovem sofre racismo após postar mensagem de incentivo a vestibulandos

18 outubro 2015 - 17h15Por Jornal do Brasil

Após postar uma mensagem de incentivo no grupo "Vestibulando de Medicina", no Facebook, o jovem Diogo Medeiros, de 24 anos, foi alvo de racismo por parte dos outros integrantes da página. Após ser aprovado no curso de Medicina da Universidade de Buenos Aires, na Argentina, o rapaz decidiu escrever um texto desejando sorte aos estudantes que farão o Enem na próxima semana.

“Não importa quem você é, apenas tenha a certeza que você pode ser quem deseja. Basta acreditar em seu potencial”, com uma foto em que aparecia com a camisa da instituição argentina. Em resposta, a postagem recebeu uma chuva de comentários racistas: “Ué, não sabia que negro podia ser médico, quem se arriscaria em uma consulta?”, “Se não tivesse cota duvido que conseguiria” e “Temos que acabar com o preconceito entre negros e humanos” são apenas alguns exemplos. 

Em contrapartida, mas em menor quantidade, alguns estudantes publicaram mensagem de apoio ao rapaz.. “Como futuros médicos vão atender pacientes sendo racistas?”, questionava um dos comentários.

Diogo, que mora em Nova Iguaçu e passou quatro anos estudando para o vestibular, disse que irá registrar queixa na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática. Ele afirmou já ter sido vítima de outras situações de preconceito, como pessoas atravessarem a rua para se afastarem dele, achando que se tratava de um criminoso. Depois da repercussão do post no Facebook, o moderador do grupo apagou a mensagem de Diogo, alegando que daria muito trabalho apagar todas as mensagens de ódio e preconceito.