GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Geral

Juliana Brum, jornalista, precisa de ajuda para bancar tratamento médico

Ela teve paralisia facial e promove rifa para quitar sessões de terapia e exame de ressonância

03 novembro 2018 - 09h00Por Celso Bejarano

Juliana Brum, jornalista em Campo Grande, sofreu uma doença conhecida como paralisia de Bell, o mesmo que paralisia do nervo facial, que motiva em inabilidade para controlar os músculos faciais no lado atingido, direito, no caso dela. Agora, ela precisa fazer sessões de fisioterapia e exame de ressonância magnética, procedimentos médicos que custam caro.

A síndrome surgiu a partir de um nervo inflamado do ouvido. É curável e o tempo de recuperação pode levar de um a seis meses.

Sem plano de saúde, a jornalista recorreu às redes sociais e promove uma campanha para arrecadar recursos para pagar o tratamento.Juliana está rifando uma semijoia banhada em ouro a um custo de R$ 20,00. 

Os colaboradores podem procurá-la por meio do instagran onde ela conta bem a história de como fazer para contribuir.

Pela mensagem publicada por ela, a jornalista quer fazer o sorteio da rifa até terça-feira (6).

Colegas de Juliana interessados em ajudá-la pode adquirir a rifa (valor: 20), soma que deve ser depositada na conta do Banco Bradesco, agência 5247-7, conta 0063818-8. O CPF dela é 219.674.758-06 (Juliana Villas Boas F. Brum).

“O sorteio do vencedor farei em uma live ao vivo no instagran”, avisou Juliana Brum. Todo o dinheiro juntado será aplicado na terapia e exame de ressonância.