Menu
quinta, 22 de outubro de 2020
Geral

Menor mata idoso de 72 anos após flagrá-lo violentando a mãe

Acre

13 janeiro 2014 - 20h28Por O Alto Acre

Um adolescente de 12 anos matou um homem de 72 na última sexta-feira (10), na cidade de Rio Branco (AC). O garoto tomou a atitude após flagrar o homem violentando sua mãe de 40 anos, no beco Maria Teresa, no bairro Baixada da Cadeia Velha.

 

Ao chegar em casa, o menino se deparou com a cena e usou uma cadeira para acerta a vitima que foi golpeado na cabeça e veio a falecer. O homem ainda foi socorrido pelo Samu, mas não resistiu ao ferimento. A polícia informou que a mãe do garoto era usuária de remédio controlado (para depressão) e passava boa parte do tempo dormindo.

 

No momento em que foi violentada a vítima estava dopada e foi levada, após o ocorrido para o pronto socorro da Capital do Acre.  O garoto foi encaminhado para Delegacia de Atendimento ao Adolescente Infrator e contou aos agentes que o padrasto Gelson Paiva da Silva, 30 anos, era o verdadeiro autor do crime, porém o obrigou a assumir a autoria da morte.

 

O padrasto permanece foragido até o momento, informou a assessoria de comunicação da Polícia Civil. Já o menor foi liberado após prestar depoimento e cabe agora a 1ª Delegacia Regional a investigação da ocorrência.

 

Fonte: O Alto Acre

Leia Também

Aliado de Bolsonaro, senador Arolde de Oliveira morre por complicações da covid-19
Geral
Aliado de Bolsonaro, senador Arolde de Oliveira morre por complicações da covid-19
Candidatos falam de transporte, saúde e esporte em horário eleitoral noturno
Cidade Morena
Candidatos falam de transporte, saúde e esporte em horário eleitoral noturno
Simão, o 'motorista dos jornalistas' precisa de ajuda para tratar visão afetada pela tireoide
Cidade Morena
Simão, o 'motorista dos jornalistas' precisa de ajuda para tratar visão afetada pela tireoide
Ex-vereador cassado, Delei Pinheiro tem candidatura barrada pela Justiça em Campo Grande
Cidade Morena
Ex-vereador cassado, Delei Pinheiro tem candidatura barrada pela Justiça em Campo Grande