Menu
sexta, 22 de janeiro de 2021
dengue
Geral

Motorista de app adota cadela ao saber que ela seria sacrificada no RJ

Ele a batizou de ''Vida'' e vai cuidar da saúde do animal

03 dezembro 2020 - 18h46Por Thiago de Souza

Motorista de aplicativo, identificado como Emerson Lima, comoveu internautas ao relatar que adotou uma cadela, ao saber que ela seria sacrificada por estar doente. A descoberta se deu durante uma corrida, com destino à  Pavuna, no Rio de Janeiro. 

Conforme o relato no site Catioro Reflexivo, ele era iniciante no trabalho e recebeu um chamado. A dona perguntou se poderia levar uma cadela e ele disse que sim. Ele se assustou no começo, já que a mulher havia dito que era uma cadelinha, mas constatou ser um animal de porte grande. 

Ainda segundo o motorista, a passageira pediu para parar e sacar um dinheiro. Ele aceitou. Enquanto a mulher foi ao banco, a cadela pulava sem parar dentro do carro, mas não houve problemas maiores. 
De volta ao trajeto, ele ouviu a mulher falando ao celular, onde dizia que estava decidida a ‘’fazer isso’’ e ‘’não voltaria atrás por nada’’. Depois, ligou para a irmã, que a orientou a fazer o mesmo. 

“Aí, falando com a irmã, ela soltou que iria fazer uma eutanásia na cachorra. Isso mesmo gente, ia matar a cachorra com uma injeção. O motivo? Ela levou a cachorra em um veterinário que disse que tinha uma suspeita de doença muito grave e  que a cirurgia seria R$ 5 mil e exames mais de R$ 1 mil, e que não teria dinheiro pra fazer isso”, relatou o motorista.

O condutor contou ainda que, amigos da dona sugeriram fazer uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro, mas que ela não teria gostado muito da ideia e estava decidida a fazer o sacrifício. 

Após alguns minutos de tensão no carro, quando estava prestes a entrar em um túnel, Emerson perguntou à mulher se ele poderia ficar com a cachorrinha. Ela topou entregar o animal para o motorista. 

“Demos meia-volta para Copacabana, ela entregou o saco de ração e as vasilhas da cachorra […], agradeci e fui embora. Ela nem se despediu”, relatou Emerson.

O motorista contou que batizou a cadela de ‘’Vida’’ e em seguida procurou um amigo que adora animais e que pudesse leva-la  a uma clínica veterinária. 

‘’Fizemos um ultrassom, que constatou um nódulo de dois centímetros no ovário”, explicou o motorista. Ele destacou que o custo do tratamento saiu por R$ 720, muito mais barato do que apontado pela antiga dona. 

Emerson agora só deseja dar à Vida uma vida amorosa e tranquila que ela merece. “Quando nos esforçamos […] conseguimos mudar não só a realidade de pessoas mais também de animais; hoje eu vi mais uma vez que o que importa não é o que você mostra para os outros e sim o que tem no seu coração”, concluiu o motorista.