Menu
Busca domingo, 15 de dezembro de 2019
Geral

Pai é preso suspeito de gastar dinheiro arrecadado para tratar do filho com doença grave

Ele é acusado de estelionato por usar para outros fins quantia arrecadada para tratar de menino de 1 ano e 7 meses

23 julho 2019 - 13h38Por EM.com.br

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga a denúncia de estelionato contra um homem suspeito de gastar irregularmente o dinheiro arrecadado em campanhas para tratar uma doença grave do filho. O caso chocou a comunidade de Conselheiro Lafaiete, no Campo das Vertentes, a 100 quilômetros de Belo Horizonte.

O pai da criança foi preso em Salvador, depois que os policiais lotados na delegacia de Lafaiete receberam a informação de que ele teria aplicado o golpe milionário.

Após divulgar em redes sociais que a família precisava arrecadar dinheiro para o tratamento do menino, de apenas 1 ano e 7 meses, o pai arrecadou cerca de R$ 1 milhão para comprar o medicamento do bebê, portador de Atrofia Muscular Espinhal (AME).

Há cerca de uma semana, a Polícia Civil de Minas recebeu informações de que o acusado estaria em Salvador, gastando de maneira indevida o dinheiro, e não usando o montante arrecadado para tratar da criança, de fato portadora da AME.