Menu
quarta, 12 de agosto de 2020
Geral

Pedágios da BR-163 vão beneficiar seis municípios de MS

Privatização

17 novembro 2013 - 08h21Por Juliene Katayama

Após privatização na BR-163 em Mato Grosso do Sul, que liga as regiões norte e sul do Estado, deverão ser instalados três postos de cobrança que vão beneficiar financeiramente seis municípios sul-mato-grossenses. O leilão está previsto para o dia 17 de dezembro.

A implantação dos postos de cobrança, que seriam instalados de 100 em 100 quilômetros, começaria com um em Mundo Novo, outro em Itaquiraí e outro no município de Caarapó.


Ao tomar conhecimento da previsão de instalação os postos, de olho no ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) gerado por eles, prefeitos da região correram atrás para tentar “arrastar” a coleta de pedágio para seus municípios.

Todos vão ganhar - Diante da mobilização dos prefeitos dos municípios cortados pela BR-163 para tentar buscar para si o posto de coleta de pedágio, foi feita uma reunião com representantes dos governos, estadual e federal e os órgãos ligados ao setor rodoviário federal.


De acordo com a prefeita do município de Jutí, Isabel Cristina Rodrigues (DEM), a Bel, que participou da reunião, durante o ato ficou esclarecido que todos os municípios cortados pela rodovia à ser privatizada, serão beneficiados com o ISS, independente de abrigar ou não postos de pedágio.

“Na reunião fomos informados que todos os municípios cortados pela BR-163 receberão o ISS dos pedágios. O governo informou que o valor de repasse que cada município irá receber será definido levando em consideração a extensão territorial cortado pela rodovia”, disse Isabel Cristina.

Além de Mundo Novo, Jutí e Caarapó, no Cone Sul do Estado a BR-163 corta espaços territoriais de Itaquiraí, Naviraí e Eldorado.

Fonte: A Gazeta News

Leia Também

Gasolina e diesel ficam mais caros nesta quinta-feira, anuncia Petrobras
Geral
Gasolina e diesel ficam mais caros nesta quinta-feira, anuncia Petrobras
Máscaras feitas por empresa em Campo Grande viram deboche entre alunos no Amazonas
Cidade Morena
Máscaras feitas por empresa em Campo Grande viram deboche entre alunos no Amazonas
Joice Hasselman terá de pagar R$ 30 mil por erro em livro sobre a Lava Jato
Geral
Joice Hasselman terá de pagar R$ 30 mil por erro em livro sobre a Lava Jato
Caminhão cai na Serra de Maracaju; local é perigoso
Interior
Caminhão cai na Serra de Maracaju; local é perigoso