Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Geral

Ponte Preta perde para o Lanús e adia título inédito

Desperdício

12 dezembro 2013 - 10h50Por Redação

Ainda não foi desta vez que a torcida da Ponte Preta pôde soltar o grito de "é campeão". Com 113 anos de história e nenhum título de expressão, o time de Campinas fez nesta quarta-feira a partida mais importante de sua trajetória e acabou derrotada por 2 a 0 pelo Lanús na segunda partida da final da Copa Sul-Americana. Ayala e Blanco fizeram os gols do título argentino e levaram ao delírio o público no estádio La Fortaleza, em Buenos Aires.

A vitória do Lanús só foi benéfica para um time brasileiro, o Botafogo. Quarto colocado no Brasileirão, os cariocas perderiam a vaga na Copa Libertadores do ano que vem caso a Ponte saísse vitoriosa, o que não aconteceu.

Os quatro mil torcedores pontepretanos que foram à Argentina esperavam ser testemunhas da primeira conquista do clube. Após o empate por 1 a 1 no Pacaembu, uma simples vitória seria suficiente. Mas antes mesmo de a bola rolar, eles já devem ter sentido a força dos fanáticos argentinos, que, assim como os torcedores da Macaca na semana passada, não pararam de cantar um minuto. 

Em campo, a Ponte Preta não teve o lateral esquerdo Uendel, suspenso. Sem opções, Jorginho teve que improvisar e o volante Fernando Bob foi o escolhido, cedendo sua vaga no meio para Magal. E foi justamente por esse setor que os argentinos conseguiram as melhores chances.

No começo, a Macaca bem que tentou buscar o jogo e teve a oportunidade que tanto queria com sua principal arma. Para quem não escondeu de ninguém que jogaria fechada e por uma única bola, uma chance para Fellipe Bastos cobrar uma falta na entrada da área poderia ser um bom sinal. A pontaria do herói da primeira partida não estava tão apurada e a bola passou ao lado do gol de Marchesin.

O plano montado por Jorginho, porém, não era o mesmo do Lanús. Os argentinos, apoiados por sua torcida, queriam evitar a prorrogação e trataram de acelerar o ritmo do jogo. Pelo lado esquerdo da defesa brasileira, Blanco era quem mais levava perigo. Aos 24, Ayala tabelou com o atacante e já dentro da área só teve o trabalho de desviar para o fundo do gol de Roberto. 

O gol não mudou em nada a postura da Ponte, que continuou recuada e em busca de um gol para levar a partida para o tempo extra. O segundo castigo veio no fim da primeira etapa. Após escanteio, Blanco aproveitou o rebote e aumentou o placar para os argentinos. Um prêmio para o melhor jogador da partida.

Jorginho foi expulso pouco antes do intervalo e precisou ver o segundo tempo das arquibancadas. As mudanças feitas por ele (Adailton, Willian e Ferrugem nas vagas de Magal, Rildo e Artur) pouco surtiram efeito. Pertinho da torcida adversária, o técnico não viu o seu time reagir e ainda precisou ouvir o grito de 'olé', que começou aos 27 minutos.

Roberto, outro herói da campanha pontepretana, teve que trabalhar e salvou dois gols certos do Lanús, evitando um placar ainda mais elástico. O sonho, no entanto, já tinha acabado. 

O título da Ponte apagaria o rebaixamento no Brasileirão. Já o Lanús vai embalado e com chances de conquistar o titulo do Torneio Apertura, espécie de primeiro turno do Campeonato Argentino. 


Leia Também

PMA aumenta fiscalização contra pesca ilegal e tráfico de animais
Polícia
PMA aumenta fiscalização contra pesca ilegal e tráfico de animais
Operação mobiliza 20 mil policiais, Exército e Marinha contra crime organizado em MS, MG, SP e PR
Polícia
Operação mobiliza 20 mil policiais, Exército e Marinha contra crime organizado em MS, MG, SP e PR
Um dia após confirmação da morte de criança, coronavírus faz mais 11 vítimas em MS
CORONAVÍRUS
Um dia após confirmação da morte de criança, coronavírus faz mais 11 vítimas em MS
Operação contra pedofilia prendeu empresário, advogado, sargento e técnico contábil
Polícia
Operação contra pedofilia prendeu empresário, advogado, sargento e técnico contábil