tce janeiro
CNH - MOTO
Menu
sexta, 28 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Presidente da Famasul destaca projetos de preservação da água

05 dezembro 2015 - 10h53Por Assessoria

Iniciativas referentes à preservação e ao consumo da água, desenvolvidas pelo Sistema Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS, foram pontuadas pelo Presidente da Instituição, Mauricio Saito, durante o lançamento do manual e do sistema informatizado de Outorga dos Direitos de Uso de Recursos Hídricos, realizado pelo Governo do Estado, por meio da Semade - Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico.



A solenidade aconteceu no auditório do Imasul - Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, e reuniu representantes de instituições públicas, privadas e organizações não governamentais, além de pesquisadores e estudantes.



O Presidente compôs a mesa de autoridades e durante o discurso afirmou que a ferramenta demonstra a importância do trabalho compartilhado diante da proposta do uso sustentável da água. Exemplificou destacando que, com a participação do Governo do Estado e dos Municípios, foi possível levar conhecimento sobre a preservação do meio ambiente e o consumo sustentável de água a 60 mil alunos de Mato Grosso do Sul, por meio do projeto Agrinho, este ano.



“É um resultado tão positivo que nossa meta é dobrar o número de alunos atendidos em 2016. Temos, ainda, por meio da Aprosoja, que faz parte do Sistema Famasul junto com o Senar, o Projeto Siga, instrumento que nos oferece um excelente detalhamento sobre os rios do nosso Estado”, comentou o presidente, que também colocou todos os projetos a disposição dos técnicos da Semade e demais instituições.



Na cerimônia, o secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, ressaltou que a participação do Sistema Famasul foi fundamental para o lançamento do sistema de outorga.



“Ao disponibilizar toda seu aparato técnico, a Famasul colaborou de forma significativa para promovermos essa discussão do uso dos recursos hídricos. Com a outorga, todos ganhamos uma importante ferramenta de trabalho, principalmente os produtores rurais, que passam a ter uma garantia efetiva sobre a disponibilidade de água para a sua atividade”, comentou.



Com o Sistema de Outorga será possível organizar e gerenciar o direito ao uso dos recursos hídricos pela agricultura, pecuária, indústrias e concessionárias de abastecimento de água de Mato Grosso do Sul.



De acordo com gerente de recursos hídricos do Imasul, Leonardo Sampaio, a Outorga dos Direitos de Uso dos Recursos Hídricos está prevista em lei federal, instituída no ano de 1997, mas só foi aprovada no Estado em 2002.



A partir da ferramenta, o Imasul irá, inicialmente, oferecer cursos técnicos para atendimento e fiscalização.