Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Geral

Procon Estadual volta a autuar agência do Bradesco em Campo Grande

Fiscais comprovaram que atendimento em agência demorou 1h10

02 abril 2019 - 08h35Por Da redação

Uma das agências do Banco Bradesco localizadas na rua Cândido Mariano, região central de  Campo Grande, foi autuada por equipe de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), por descumprir determinações legais no que diz respeito ao atendimento de consumidores.

Entre as  irregularidades registradas durante diligência realizada por fiscais do Procon Estadual na unidade bancária, merece destaque o tempo excessivo para atendimento à clientela uma vez que de acordo com a Lei Municipal 4303/05, em seu inciso II prevê que ocorra em “tempo razoável” o que é definido como até 15 minutos em dias normais, até 20 minutos  em dias de pagamento de funcionários públicos e recebimento de tributos e, ainda, de 25 minutos em vésperas de feriados prolongados.

Entretanto, de acordo com algumas senhas cujo tempo foi acompanhado pela equipe, a demora chegou a  uma hora e 10 minutos, em caso de abertura de contas. E não para por aí. As senhas distribuídas para atendimento nas mesas não preveem a opção prioritária para gestantes, mulheres com crianças ao colo, idosos, portadores de necessidades  especiais ou autismo.

A agência não possui em local de fácil acesso, cópia do Código de Defesa do Consumidor e, nem mesmo, expõe de forma visível o número 151 para o cliente ter acesso ao Procon se necessitar fazer alguma reclamação ou denúncia. Outro problema que traz dificuldades para o consumidor é o fato da organização bancária emite comprovante de operações em papel termossensível o que, também, é proibido por lei.

Leia Também

Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Geral
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Após ser atropelado, Mingau amputou pata e precisa de ajuda para pagar clínica
Cidades
Após ser atropelado, Mingau amputou pata e precisa de ajuda para pagar clínica
VÍDEO: paciente vence a covid e deixa HU em Campo Grande ao som de louvor
Cidade Morena
VÍDEO: paciente vence a covid e deixa HU em Campo Grande ao som de louvor
Atacadão pretende reconstruir loja; perícia analisa lâmpadas de gôndolas
Cidade Morena
Atacadão pretende reconstruir loja; perícia analisa lâmpadas de gôndolas